9 de jul de 2013

donkeyteacher
Olá irmão, a Paz de Cristo para sua vida.
Sou um estudante de João Pessoa, tenho 16 anos e tenho algumas dúvidas a respeito do evangelho. Você poderia me responder?
Faço o 3º ano do ensino médio e uma professora minha, de história, entrou com uns assuntos de Egito, Mesopotâmia, Hebreus e, no que se diz respeito a Bíblia, ela diz que o novo testamento é uma invenção da Igreja Católica, o que coloca a Palavra de Deus em descrédito.
Se possível gostaria de receber alguns conselhos de como lidar com tais ensinamentos da chamada “Ciência”: como sou muito novo, quem sabe imaturo, fico muito confuso com tantas ideias contrárias ao que prego e, já que o considero entendido sobre tais assuntos, peço-te ajuda.
Abraços.

24 de jun de 2013

TransDeusAma2
“Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.” (Romanos 1:21-25)
“Ser Gay” não é doença… é concupiscência ou, simplificando,pecado!
E, para total descontentamento de alguns radicais, não é um pecado maior (nem menor) do que qualquer outro listado na passagem abaixo:

2 de mai de 2013

leavechurch
“Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” (Mateus 16:18)
Tenho certeza absoluta de que fiz parte da igreja de Filadélfia e, desde o início de meu ministério, a passagem acima sempre me foi bastante enigmática (e até mesmo frustrante), pois meu testemunho pessoal, assim como o de muitos outros cristãos genuínos, é o de que as igrejas, a despeito das denominações ostentadas, estão se tornando, por si próprias, portais para o inferno ao abandonar sua missão primordial – o aparentemente simples “pregar a Palavra” – para acolher as mais incatalogáveis aberrações.

27 de abr de 2013

estudobiblico
Não resta dúvida que tenho sido muito mais atuante nas redes sociais, mais especificamente no facebook, que por aqui… porém me dei conta que podem existir muitos leitores necessitando ser informados de tudo que ando fazendo que, no final das contas, não chega a ser nada de novo.
“E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor; Instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade, E tornarem a despertar, desprendendo-se dos laços do diabo, em que à vontade dele estão presos.” (2 Timóteo 2:24-26)

21 de mar de 2013

desafioprofetico
Profetas patéticos ou patetas proféticos?
Eis o retrato de nossos dias…
A cada manhã vejo as redes sociais sendo inundadas por “profecias” aparentemente bem intencionadas: alegria, saúde, felicidade, riqueza…
Eventualmente, por não engolir as mentiras gospel, também sofro com as terríveis “maldições proféticas”: descerás a sepultura, a “mão do sinhô” vai pesar…
Em ambos os casos, infelizmente, fica exposta a ignorância bíblica dos que deixam tais PALAVRAS ESTÚPIDAS saírem de suas bocas, pois não sabem DIFERENCIAR o desejo de seus corações da verdadeira palavra profética, que só pode vir quando é dada pelo Senhor Deus!

18 de mar de 2013

lambwolf
Voltei.
Tenho muitas coisas a dizer e a primeira delas é agradecer ao Senhor Deus por tudo: pelas tantas coisas maravilhosas que excederam quaisquer expectativas que eu pudesse ter, pelas lições que tive e estou tendo a cada momento… tanta coisa que simples palavra nunca poderiam expressar minha gratidão, assim como tamanha benignidade me remete à relevância e ao peso do cumprimento do dever para o qual fui escolhido.
A segunda coisa é pedir perdão.
Perdão pela ausência, perdão pelo silêncio… perdão por ter me afastado da missão, por ter sido relapso em cumprir minha vocação de plagiador da Bíblia, de comparador de fatos com a Palavra, de objeto da ira daqueles que estão escapando (ou já completamente fora) da justa medida de julgamento.
A terceira coisa é avisar que a partir de agora, diante as lições que aprendi, pretendo ser um pouco mais direto em meus textos… nunca com menos humildade e sempre disposto a pedir perdão caso cometa algum engano, porém tendo muito mais certeza – tanto de tudo o que falei quanto da ação d’Aquele que deu Sua Palavra como lastro de minhas palavras – para discernir e afirmar acerca dos temas abordados.
Hoje, por exemplo, escolhi comentar as repercussões de uma postagem realizada em maio de 2011, chamada “Decepções”: você, caro leitor, acredita que, por conta dela, cheguei a receber mensagens privadas de três – isso mesmo – TRÊS homens de relativo destaque no meio gospel virtual…