24 de nov de 2011

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
bemnosrins
Certamente você que frequenta alguma igreja evangélica já ouviu falar da famosa “unção do cai-cai” ou do “paletó cheio de poder” — que derruba qualquer um… ou até mesmo todos os fiéis de uma vez só! — um poder “misterioso” que não identificamos em parte alguma da Bíblia.
Benny Hinn é um místico católico romano que está conduzindo a igreja pentecostal e a carismática através da estrada ecumênica, em direção à Roma.
Isso já se sabe há algum tempo.
Por exemplo: as Assembleias de Deus italianas recusaram-se a endossar sua cruzada ali, em 1996, a qual foi patrocinada pelos pentecostais independentes que, por sua vez, ficaram chocados quando Hinn não abriu sua Bíblia, uma vez sequer, na primeira noite da Cruzada.
Na segunda noite, o intérprete recusou-se a traduzir os comentários favoráveis de Hinn sobre o papa e a Igreja Católica, ao mesmo tempo em que o coral se recusou a cantar.
A gota final foi quando os organizadores assinaram um documento de “não associação” com Benny Hinn, prometendo que jamais iriam convidá-lo novamente à Itália!
Mesmo assim, ele foi convidado, como preletor, à Conferência das A.D. da Austrália em maio de 1997, onde ele (novamente) falou bem do papa e da ICR.
Nessa conferência, ele contou como havia se encontrado com o cardeal Sin, das Filipinas, com quem fez um acordo no sentido de encorajar os católicos a assistirem sua Cruzada (sem abandonar a ICR!) e, por sua vez, o cardeal prometeu encorajar os católicos romanos a assistir à Cruzada (e as coisas têm piorado muito desde então: veja, no decorrer do texto, evidências documentadas de que Benny Hinn está envolvido até mesmo em necromancia!).
A evidência mais perturbadora foi que NINGUÉM na Conferência das A.D. australianas levantou qualquer protesto sobre os comentários de Benny Hinn.
Mais tarde, em 13/06/1998, Hinn foi convidado a liderar uma “cruzada de cura” em Auckland. Entre os que endossaram esta Cruzada estavam os seguintes pastores jubilados:
  • Wayne Hughes, da AD de Takapuna;
  • Ian Bilby, da Igreja Elim da AD em Auckland;
  • Paul de Jong, do Christian Life Center, de Auckland;
  • Hamish Divett, do Christian City Center, em Auckland;
  • Peter Mortlock, da Bays Christian Fellowship;
  • E também as Igrejas Nova Vida da Nova Zelândia, através de carta datada de 04/03/1998, editada pela filial do Benny Hinn Ministries na Nova Zelândia, cujo coordenador é Averil E. Quertier.
Wayne Hughes é o Superintendente Geral das ADs na Nova Zelândia e foi um dos líderes da denominação que, junto com Ian Bilby, ex-presidente da denominação Elim, endossou a visita de Rodney Howard-Browne, cujo “Reavivamento pelo Riso” tem causada tanta divisão entre as igrejas e as famílias cristãs na Nova Zelândia.
O Superintendente Apostólico na Nova Zelândia também endossou Rodney Howard-Browne, embora não figure na lista dos que endossaram Benny Hinn.
O CWM (Christian Witness Ministries que, traduzindo, dá algo como “Ministério das Testemunhas Cristãs”…) alertou Wayne Hughes para o fato da documentada necromancia de Benny Hinn entre janeiro e fevereiro de 1998.
Ainda assim ele continuou endossando Benny Hinn e seu ministério, embora existam rumores de que ele acabou concordando que pudesse estar fazendo a coisa errada (e, segundo o site onde se encontra o texto original, uma cópia desse importante e-mail foi publicada aqui).
Nossa principal recomendação a todos os cristãos é:
NÃO PARTICIPEM COM QUALQUER TIPO DE AUXÍLIO — DOAÇÕES OU QUAISQUER OUTRAS COISAS — À CRUZADA DE BENNY HINN E NEM A SEU MINISTÉRIO!!!
João, o apóstolo do Senhor escreveu:
“Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras." (2 João 1:9-11)
Esta é a Palavra do Senhor!
NECROMANCIA
Outra evidência documentada de que Benny Hinn pratica a necromancia está no livro “The Confusing World of Benny Hinn”, que foi ampliado para incluir um capítulo exclusivo sobre a necromancia de Benny Hinn e que tem entre seus autores um pastor da AD nos EUA.
As informações a seguir nos foram trazidas por Michael Oppenheimer, do “Let Us Reason Ministries”, Havaí, a pedido de Phillip Powell, após a notícia de que Benny Hinn havia causado muitos problemas nas ilhas pouco após o encerramento de sua cruzada de março de 1998 em Honolulu.
Este material é a transcrição de um programa de Benny Hinn — “This is Your Day” — levado ao ar em 11/06/1997 e repetido na “Partner Conference” de Atlanta:
“Senhoras e Senhores, vou contar-lhe uma coisa agora mesmo.
O Senhor me trouxe uma visão sobre — Meu Deus! Isso já foi há quase um ano agora… — e posso dizer-lhes que eu sinto que agora ser é o tempo em que essa visão será cumprida.
Tive uma visão da noite. O que vi: eu mesmo andando numa sala — eu já havia compartilhado isso antes, mas caso vocês… vocês não tenham ouvido, quero que me escutem agora! — me vi andando numa sala e ali se encontrava Kathryn Kuhlman — (há) anos eu não via Kathryn em sonho ou visão. Uh!
Quando ela faleceu — no dia em que ela morreu — eu havia tido um sonho e o que vi: ela estava dentro de um caixão, vestida de branco.
Quando despertei, pela manhã, fiquei sabendo, pelas notícias que circulavam, que ela havia falecido… isso tem-me acontecido por muitos anos…
Pois ali estava ela, de pé, naquela sala, quando me falou — claro que no sonho — mas realmente quase numa visão… os sonhos são visões da noite — assim diz a Bíblia — Quando… quando Deus no-los dá — da maneira como vieram a mim…
Quando eu era um garotinho, vi o Senhor em sonho. Foi, de fato, tão real aquela visão porque… porque quando Ele apareceu para mim, meu corpo se tornou elétrico — como se a eletricidade passasse por mim — e, quando acordei, essa eletricidade ainda permanecia em meu corpo.
(…)
Bem, de qualquer maneira, naquela… nesta visão foi que eu vi… vi a senhora Kuhlman.
E ela me disse: ‘siga-me’ — Isso foi tudo o que ela me disse.
Segui-a até uma segunda sala. E naquela segunda sala estava o Senhor!
Quando o Senhor — Uh! — quando… quando eu vi o Senhor, Kathryn desapareceu. Ela simplesmente sumiu (Hinn estala os dedos)!
Então o Senhor olhou para mim e disse: ‘siga-me’.
Então eu o segui até uma terceira sala.
Nessa terceira sala havia um cavalheiro sentado — ainda lembro de sua face! Posso dizer-lhes que ainda lembro da face daquele homem! — Ele estava sentado numa cadeira de rodas, naquela terceira sala.
Havia um grande buraco em seu pescoço e havia um tubo enfiado na garganta… ele estava inválido naquela cadeira de rodas, com uns tubos enfiados pelo corpo. Totalmente inválido, totalmente para… totalmente, é claro, paralisado.
O Senhor impôs suas mãos sobre o homem e fez com que os tubos desaparecessem, o buraco se fechasse, e ele fosse totalmente curado e levantasse da cadeira de rodas.
Aquilo foi um milagre criativo!
Então, fiquei observando o Senhor, nessa visão, curar esse homem.
E logo assim que o homem foi curado, o Senhor me olhou com olhos penetrantes — digo a vocês que jamais vou esquecer aquilo — olhou para mim com olhos penetrantes e disse: ‘FAÇA ISSO’!
E o (Hinn estala os dedos…) e o sonho e a visão chegaram ao fim.”
(Benny Hinn, “This is Your Day”, 11/06/1997)
Imediatamente ele parte para a interpretação de sua “visão”:
“Quando despertei – quando me levantei – a visão se desfez e eu tremia e transpirava da cabeça aos pés.
Sei qual é exatamente o significado dessa visão: foi Kathryn Kuhlman que me conduziu, que me apresentou ao Espírito Santo!
Esse é o significado da primeira sala, onde ela me disse: ‘siga-me’…
E quando ela se foi, Jesus estava lá. Kathryn fez seu trabalho e se foi quando o Senhor disse: ‘siga-me!’ até a terceira sala. E ali estava aquele homem…
Creio que estou quase entrando nessa terceira sala… (a audiência aplaude).
Digo-lhes que sinto isso… percebo isso.
Acredito que cada sala significa uma dimensão, uma nova dimensão no Espírito.
Creio que estive naquela segunda sala pelos últimos sete anos. O que me admira — o que me é admirável — é que Deus opera ou tem operado em minha vida em ciclos de sete anos.
Agora estou no sétimo ano, começando o oitavo ano de ministério nestas cruzadas: começamos em 1990 — em março — O que é isso? Estamos em 1997!
E exatamente agora sinto que uma nova plataforma, uma outra dimensão, um outro nível está realmente chegando.
Eia, santos, vocês serão parte disso!
Deus… Deus os enviou como sócios para se tornarem parte disso.
Então… quantos de vocês estão preparados para presenciar coisas maiores para a glória de Deus?”
(…)
Posso contar-lhes uma coisa? Jamais compartilhei isso. Jamais!
Certo dia eu estava orando, quando um homem apareceu à minha frente. Isso aconteceu por dois dias seguidos, duas vezes em cada dia.
Esse mesmo homem apareceu — eu nunca havia contado isso antes… nunca! Isso é coisa recente, não estou falando de coisa antiga — ele tinha seis pés (1.80m) de altura. Era idoso. Tinha barba… uma barba ofuscantemente alva.
Seu rosto era um tanto delgado, porém muito altivo. Seus olhos eram de um azul cristalino. Usava uma veste branca, mais branca do que minha camisa jamais poderia ficar. Sobre sua cabeça havia um xale, como um… como uma cobertura. Parecia um sacerdote. Cada parte dele brilhava como cristal.
Então eu falei dizendo: ‘Senhor, que homem é esse que estou vendo?’
Sei que vocês podem… podem pensar que perdi a razão, mas o Senhor respondeu: ‘Elias, o Profeta’…
Sete anos atrás, pouco tempo antes de iniciar o ministério, antes de começar estas Cruzadas, de repente, à minha frente, vi um grupo de pessoas. Não poderia nem lhes dizer quem elas eram… reconheci apenas uma delas: era a senhora Kuhlman… e cada uma (dessas pessoas) parecia me apressar para que orasse — agora sei que isso parece loucura, mas tudo bem: não me importo se me chamarem de louco, pois gostei do que vi — e o que esse… esse grupo estava dizendo — naquele momento eu não podia ouví-los — eu havia estado em oração há pelo menos — uh! — horas!
E de repente, apenas… apenas esse flash apareceu na minha frente.
Não posso descrevê-lo, exceto para dizer-lhe que era mais real do que vocês, sentados aqui, agora, de frente para mim.
Não foi uma coisa mental… foi tão vivo, pastor. É tão vivo!
Foi como um flash que me atingiu e tudo que vi foram os rostos dessas pessoas… vou lhes contar: quando eu chegar ao céu, vou reconhecê-las — pelo menos 50 a 70 das que estavam no grupo — e elas me diziam: ‘Ore! Peça a Deus para lhe dar um ministério de cura que sensibilize o mundo’.
E, de repente, escutei a voz de Kathryn (Hinn estala os dedos) e, do nada, subitamente ali… ali estava ela — isso é claro como cristal! — E com um lindo sorriso, ela falou: ‘Peça! Estamos esperando que você peça. Estamos orando para que você peça!’.
E a visão desapareceu.
E depressa eu falei: ‘Senhor’… e pedi!
Uma semana depois, a unção atingiu minha vida: creio que os santos, no céu, me apressaram a orar. Eles nos apressam a fazer isso.
Sabem por que acredito nisso? Porque está na Bíblia! — alguém vai me dizer: ‘então me mostre’ — Jesus viu Moisés e Elias, quando vieram para lhe falar da sua paixão na cruz!
Senhoras e senhores, existem muito mais coisas do que vocês sabem sobre Deus! E por que estou lhes dizendo tudo isso? O Senhor me disse, há alguns dias apenas, Ele disse: ‘Você está… você está no limiar de entrar em um novo nível. Esteja preparado’… e já estou sentindo os fragmentos das regiões celestiais! Alguém está a ponto de me falar novamente!
Algo está para acontecer, novamente… não sei o que é, mas estou de tal modo excitado, que sinto borboletas em meu estômago! Sinto algo…
Ultimamente, três profetas me disseram — pessoas que absolutamente conhecem a voz de Deus — ‘você está prestes a entrar numa nova herança no Espírito’!
Não sei do que se trata nem quando virá, mas está chegando! Esta noite, o Senhor está colocando em meu coração para orar por vocês, para que vocês andem em uma nova herança no Espírito Santo.
Levantem-se, quero orar por vocês. Vamos! Aleluia!
Vocês estão prestes a experiências que as pessoas poderão chamar de loucura… caso vocês lhes contem, mas levantem suas mãos e peçam a Deus que lhes dê revelações.
Vamos lá!
‘Bendito Jesus, eu te louvo! Eu te louvo e peço que traga a estas pessoas uma nova herança no Espírito. Temos vivido por tanto tempo deste lado da cerca. Estamos tão acostumados a este nosso mundo… tão cansados dele e de sua dor. Ó, Senhor, leva-nos além do véu! Leva-nos a uma nova herança! Confie em nós para mantê-lo sagrado. Confie em nós para sermos fiéis no nome abençoado.’
Peçam a Ele que lhes dê isso!”
(Registro e transcrição original por Michael Oppenheimer — Let Us Reason Ministries — Honolulu Crusade, 28/02/1997)
“Uma das experiências mais estranhas que tive, alguns anos atrás (foi) visitar o túmulo de Aimée (Aimée Semple McPherson) na Califórnia.
Nesta quinta feira estou na TBN. Sexta feira vou visitar o túmulo de Kathryn Kuhlman: fica próximo ao de Aimée, no Forest Lawn Cemetery.
Já estive ali antes e sempre gosto de ir prestar-lhe meus respeitos, porque essa grande mulher de Deus tocou minha vida.
E aquele túmulo — Uh! — onde ela está sepultada, é fechado: construíram muros ao seu redor. Não se pode entrar ali sem ter a chave e eu sou uma das poucas pessoas que podem entrar.
Mas nunca vou esquecer de quando vi o túmulo de Aimée… é incrivelmente dramático! Ela foi uma mulher tão importante que seu túmulo tem anjos de sete pés de altura inclinados de cada lado, com uma corrente de ouro ao redor.
Como… (é) tão incrível que alguém morreria com anjos se curvando em cada lado de seu túmulo… senti uma unção incrível quando estive ali.
Na Verdade eu… eu tremi quando visitei o túmulo de Aimée: me tremi todo! O poder de Deus caiu sobre mim… acredito que a unção tenha fluído do corpo de Aimée.
Sei que isso pode ser chocante para vocês.
Vou trazer David Psalmquist, Kent Mattox e Sheryl Psalmquist esta semana. Eles virão comigo.
Vocês… vocês vão sentir a unção da tumba de Aimée. É incrível!
E a de Kathryn… é extraordinária! Tenho ouvido falar de pessoas curadas ao visitar o túmulo: foram totalmente curadas pelo poder de Deus!
Vocês vão dizer: ‘Que loucura!’.
Irmãos, existem coisas que jamais poderemos entender… estão todos me ouvindo?”
(Sermão de Benny Hinn - Double Portion Annointing - Parte 3 - Orlando Christian Center, Orlando, Fl, em 07/11/1991 – da série de TV “The Holy Ghost Invasion”)
CONCLUSÃO
Todo ministro evangélico que se convence de ser a Igreja do Senhor uma Nova Israel de Deus, está seguindo a teologia de Agostinho de Hipona, achando que haverá um reavivamento nesta dispensação da Graça; e que a Igreja conduzirá o mundo à perfeição.
A verdade é que as coisas vão piorando cada dia mais, com o empenho dos falsos profetas, contra os quais o Senhor tanto nos alertou.
Devemos ganhar almas para o Senhor, não lhes prometendo glórias neste mundo, mas aflições, as quais serão suportadas por amor do Seu Nome: o importante é crer em Cristo e levar uma vida honesta e santa!
Por terem se dedicado tanto ao AT e seguido o exemplo de criaturas humanas, Benny Hinn — e todos os chamados “líderes da prosperidade” — acabaram se afogando no “amor ao dinheiro” e enveredando no ocultismo, pregando um evangelho espúrio e transformando-se em maldição para tantos que os seguem, os quais, sempre caem na “operação do erro”, destinando-se à perdição eterna.
Fonte original: Shocking Facts About Benny Hinn
Versão brasileira: Mary Schultze — Fatos Chocantes Sobre Benny Hinn
Revisão, comparação e adaptação das versões: Teophilo

Related Posts with Thumbnails