2 de ago de 2011

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
   A Bíblia de Dake serviu de fundamento a muitas das heresias de Kenneth Hagin e Kenneth Copeland.
   A maioria dos seus comentários não passa de heresias.
   Ele começa o comentário do Novo Testamento, declarando, claramente, que Jesus Cristo não era o “Ungido Filho de Deus”, até ser batizado por João Batista, aos 30 anos de idade:
   O qual se tornou o Cristo ou “Ungido”, 30 anos após ter nascido de Maria.
   Esta declaração não deixa dúvida alguma sobre o que Dake quer dizer, tornando-se falsa e condenatória às almas cristãs.
   O próprio Senhor Jesus Cristo afirmou:
   “Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.” (Apocalipse 1:8)
   Jesus foi concebido pelo Espírito Santo e nasceu de uma virgem. Não havia pecado algum em Sua natureza.
   João declarou:
   “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.” (João 1:14)
   Aos 12 anos de idade, Jesus confundiu os eruditos do Templo em Jerusalém, expressando as palavras de Sua natureza divina, as quais fluíam naturalmente.
   Acrescente-se à falácia dakeana supracitada a ideia mórmon sobre o Pai celeste, com a sua declaração de que os Dez Mandamentos foram totalmente abolidos, para termos chegado a um Cristianismo Moderno totalmente na bancarrota.
   Não é de admirar que uma multidão de pentecostais tenha se extraviado…
   A Bíblia Dake entrou nas igrejas pentecostais há uns 40 ou 50 anos: Benny Hinn declarava, no seu antigo púlpito na Flórida, que havia nove pessoas na Trindade e quando ele foi censurado por esta declaração herética, citou a Bíblia Dake como sua fonte de referência.
   Imaginem esse homem tão badalado no mundo carismático afirmando que existem 3 Pessoas no Pai, 3 no Filho e 3 no Espírito Santo!
   Isso pode ser visto no comentário de Dake…
   Nenhum ministro coerente ou estudioso da Bíblia iria aceitar tal citação: trata-se de uma ostensiva heresia da Bíblia Dake, a qual deve ser rejeitada, a fim de não comprometer uma visão correta sobre o nosso Senhor Jesus Cristo.
   Sugerir que Jesus Cristo, o unigênito Filho de Deus, se tornou o Cristo somente aos 30 anos de idade é pregar uma tremenda mentira religiosa.
   “Outros, chamados Ebionitas, mantinham que Jesus era apenas um homem, um profeta, um porta-voz de Deus, exatamente como os profetas hebreus do passado. Embora alguns deles aceitassem o nascimento virginal de Jesus, outros afirmavam que Ele era filho de José e Maria e que, somente no batismo, o Cristo veio sobre Ele em forma de pomba, quando Ele proclamou o Pai desconhecido. Mas esse Cristo, que não poderia sofrer, separou-se d’Ele durante a crucificação.”
(History of Christianity, K.Scott Latourette, págs. 121-122,)
   É daí que os seguidores de Hagin e Copeland conseguem suas doutrinas de que Jesus Cristo precisou ir ao inferno para nascer de novo…
   No ensino deles, Jesus se tornou o Cristo, ou “Ungido”, somente por ocasião do batismo e, depois, precisou abdicar de Sua natureza divina, quando foi para a cruz, tendo-a recebido de volta, na ressurreição.
   Temos Paul Crouch dizendo às câmeras (de seu programa de TV) que a natureza divina de Jesus Cristo só retornou quando Ele ressuscitou. Eis a citação completa da Bíblia Dake que promove tal engodo:
   A palavra “Christos” (Ungido) é usada 577 vezes no Novo Testamento grego. Como o nome “Jesus”, ela não se refere à divindade, mas à humanidade do Filho de Deus, o qual se tornou o Cristo (ou ungido) somente aos 30 anos de idade, após ter nascido de Maria.
(Bíblia de Referência Anotada de Dake, Novo Testamento, pg. 1)
   Há registros de Crouch e Copeland dizendo, em transmissões da TBN, que Jesus nunca afirmou que Ele era Deus. Tais citações soam quase como retiradas da Bíblia Dake, palavra por palavra…
   Esses homens e mulheres, seguidores de Dake, falam dubiamente para o mundo inteiro, uma hora exaltando o Senhor Jesus e outra hora, falando ostensivamente heresias, as quais confundem os incautos.
   Isso comprova as palavras proferidas por Jesus:
   “Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.” (Mateus 24:5)
   Podemos ver uma abundância de heresias em Dake, no Mormonismo e em outros hereges. Nada pode ser pior do que a citação de Dake no princípio deste artigo, mas existem muitos outros escritos que estão promovendo a confusão atual. Os ensinos de Dake sobre o Pai, no Livro de João, são extremamente reveladores:
   “Ele é uma pessoa com um corpo espiritual pessoal, uma alma pessoal, e um espírito pessoal, como a dos anjos, e como o do homem senão o seu corpo está fora de substância espírito em vez de carne e ossos.
   Ele tem um corpo espiritual pessoal; forma; forma; imagem e semelhança de um homem. Ele tem partes do corpo, tais como, peças de volta, coração, mãos e dedos, boca, lábios e língua, pés, olhos, orelhas, cabelo, cabeça , cara, braços, quadris e outras partes do corpo.
   Ele tem presença física e vai de um lugar para outro em um corpo como todas as outras pessoas.
   Ele tem uma voz, respiração e semblante. Ele usa roupas, come, descansa, mora em uma mansão e em uma cidade situada em um planeta material chamado Céu, senta em um trono, caminhadas, passeios, outras atividades.
   Ele tem uma alma pessoal com sentimentos de tristeza, raiva, arrependimento, ciúme, ódio, amor, compaixão, companheirismo, prazer e deleite, e outras paixões da alma como os outros seres.
   Ele tem um espírito pessoal com a mente, inteligência, vontade, poder, razão, verdade, fé e esperança, justiça, fidelidade, conhecimento e sabedoria;; discernimento imutabilidade, e muitos outros atributos, poderes e faculdades do espírito.”
(Bíblia de Referência Anotada de Dake, Novo Testamento, págs. 96-97)
   Dake limita a onipotência e a onipresença do Deus Eterno.
   Em um dos seus comentários, ele tem a coragem de afirmar que, ao visitar Abraão, Deus não sabia o que estava acontecendo em Sodoma e Gomorra, por isso desceu para verificar:
   “Temos aqui outra prova de que Deus recebe conhecimento das legítimas condições, para se tornar familiarizado com os fatos. Isso completa o ensino de que Deus, como os anjos e os homens, é limitado a um lugar, do mesmo modo como o corpo é. A doutrina da onipresença espiritual de Deus pode ser provada, mas não sua onipresença física. Fisicamente, ele vai de um lugar para o outro, como as outras pessoas…”
(Bíblia de Referência Anotada de Dake, Velho Testamento, pg. 15)
   Engajado num falso conceito de “sois deuses”, Dake não apenas se confundiu sobre a onipresença de Deus, como ainda ensinou que o homem é um “deusinho”…
   No comentário de Dake sobre o Livro de Jó, ele escreveu coisas estranhas a respeito do antropomorfismo:
   “Antropomorfismo é a atribuição de partes corporais, atributos e paixões humanas a Deus, a fim de tornar literais (e não figurativas) as declarações da Escritura. Em apoio desse ensino uma pergunta apropriada é: se Deus não queria dizer tudo que Ele disse em umas 20.000 escrituras, então por que Ele falou essas coisas? Mesmo porque elas não acrescentariam uma clara compreensão a respeito dele, se Ele não dissesse o que desejaria ter dito?
   Além disso, por que Deus, em centenas de lugares, refere-se a Si mesmo como tendo partes do corpo, as paixões da alma, espírito e faculdades se Ele não os tem? Seria necessário para Ele nos dizer que possui tais coisas a fim de revelar que não as tem? Não teria Ele maior probabilidade de dizer em linguagem simples que Ele não tem olhos, mãos, boca, orelhas e outros membros do corpo?”
(Bíblia de Referência Anotada de Dake, Velho Testamento, pg. 547)
   Dake leva a um extremo perigoso a ideia de que Cristo esvaziou-se a si próprio:
   “Cristo se despojou de sua autoridade no céu e na terra, que foi devolvida a ele após a ressurreição.”
   “Cristo se esvaziou de seus atributos e poderes divinos exteriores que ele tinha com o Pai desde a eternidade. Ele não tinha poder para fazer milagres até que recebeu o Espírito Santo em toda a plenitude. Ele não podia fazer nada por Si mesmo em toda a Sua vida terrena. Ele atribuiu todas as suas obras, doutrinas, poderes, etc., ao Pai, através da unção do Espírito Santo.”
   “Isaías fala do Messias ter nascido sem conhecimento suficiente para saber rejeitar o mal e escolher o bem.”
   “Isaías previu que o Messias nasceria sem a língua erudita, sem saber falar uma palavra em tempo de ajudar a qualquer alma, e que Ele seria despertado a cada dia para crescer em conhecimento e sabedoria.”
   “Ele não reivindicou os atributos de Deus, mas somente a unção do Espírito para fazer Suas obras.”
(Bíblia de Referência Anotada de Dake, Novo Testamento, pg. 218)
   O Filho de Deus, de fato, esvaziou-se para se tornar o Filho do homem, porém, o que é extremamente importante é que, tal esvaziamento não foi um abandono de sua essência eterna, mas um esvaziamento da manifestação dessa essência.
   Ele nunca foi esvaziado de Sua essência divina, mas Ele limitou-se a não manifesta-la enquanto dependesse inteiramente de Seu Pai e do Espírito Santo.
   Todos esses falsos ensinamentos são perigosos para qualquer cristão, mas quando publicados em forma de “Comentário Bíblico” e amplamente divulgados… se tornam em legítimo suicídio espiritual!
   Tudo indica que ele não entendeu o que leu nas Escrituras e prega, diretamente, que os dez mandamentos foram abolidos: isso, somado a tudo o que foi exposto anteriormente, deixa as pessoas irremediavelmente perdidas sob esta influência das trevas.
   O apóstolo João registrou:
   “Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.” (1 João 2:4)
   Parece que Dake discorda disso:
   “Os dez mandamentos foram abolidos junto com toda a lei de Moisés.”
(Bíblia de Referência Anotada de Dake, Novo Testamento, pg. 193)
   Não existem mandamentos separados no AT e NT. Jesus deixou isso bem claro no Sermão do Monte:
   “Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.” (Mateus 5:17)
   CONCLUSÃO
   A Bíblia de Dake está, sem dúvida alguma, repleta de comentários heréticos: não recomendamos sua leitura a pessoas novas na fé nem aos ministros pouco embasados, biblicamente.
   Dake apresenta comentários suficientes para tornar plausível e convincente todo erro doutrinário.
   Ninguém pode sugerir que ele seja o único responsável pela confusão teológica que tem reinado nas igrejas atuais; contudo, não podemos escusa-lo do erro.
   Geralmente, quando uma figura como Dake falece, o seu ensino se torna mais requisitado e aceito.
   Homens e mulheres de Deus devem voltar ao estudo exclusivo da Palavra de Deus, sem depender da interpretação desses homens pecadores, que pretendem se igualar a Deus, interpretando a Verdade bíblica a seu bel prazer.
   A Bíblia se explica por si mesma; basta ser estudada com humildade e desejo de crescer na graça e no conhecimento de Cristo:
   “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.” (2 Timóteo 2:15)

Related Posts with Thumbnails