24 de jul de 2011

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
   Há alguns dias vi algumas coisas estranhas, de um pastor que diz ter descoberto o nome “verdadeiro” de Jesus.
   Segundo afirma, o nome aportuguesado “Jesus” teria sido inventado há alguns (poucos) séculos, para encobrir o nome real e verdadeiro, que deveria ser o nome em hebraico… ou aramaico (nem sei mais!): o que ele diz é que não seria o que todos sabemos, Yeshua, o qual é o mesmo de “Josué”…
   A “nova descoberta” é que o “verdadeiro” nome de Jesus é Yahushua!
   Não vou me estender, pois você pode ver a coisa toda aqui.
   Acho isso tudo muito confuso e despropositado e tenho certeza de que é algo com que não precisamos nos preocupar, pois todas as coisas que Deus quis nos revelar, estão na Sua Palavra: tudo o que nos é necessário saber para que possamos ser salvos, crescer na vida cristã, ter esperança o futuro, Deus já nos disse.
   Não precisamos de “novas revelações”, novos “segredos” como os de Fátima: mistérios envoltos em códigos e malabarismos, elucubrações e vãs imaginações.
   CÓDIGO SECRETO?
   Lembro-me de que, há alguns anos, o mundo todo noticiou um tal “código da Bíblia” e um livro sobre o assunto acabou virando best-seller.
   O matemático israelense Eliyahu Rips e o jornalista americano Michael Drosnin diziam ser possível decifrar a Bíblia por meio de operações matemáticas em computador e que neste código estariam registrados, entre outros, eventos como o Holocausto, a morte de Yitzhak Rabin, a presidência de Bill Clinton…
   Entretanto, nesse meio tempo, surgiram questionamentos: vários especialistas o classificaram como bobagem e acrobacia numérica.
   A Sociedade Bíblica Alemã, em uma reportagem intitulada “Deus não fala por códigos”, conclamou a uma avaliação sóbria.
   A revista “Bibel Report” afirmou que, com talento para combinar as letras de diferentes maneiras, pode-se encontrar praticamente todos os acontecimentos importantes: o procedimento seria semelhante à leitura do destino ou adivinhação através da leitura da borra de café!
   É difícil acreditar que Deus tenha falado em código durante 3.000 anos,dependendo completamente do aparecimento dos senhores Rips e Drosnin para descobrir o que Ele de fato queria dizer….
   Alguns mencionam uma passagem de Daniel,  pensando que, com o código da Bíblia, essa época agora tenha chegado:
   “E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará." (Daniel 12:4)
   Ora, isto não se refere a código secreto, mas ao aumento do conhecimento sobre o que JÁ ESTÁ está na Bíblia!
   O contexto de Daniel 12 mostra que esta passagem trata do tempo do fim, quando mais e mais judeus chegarão ao conhecimento da verdade em Jesus e se converterão.
   Caso os senhores Drosnin e Rips tivessem razão, teríamos de esperar pelas interpretações desses ou de outros “decifradores de códigos” para poder entender a Bíblia…
   O boletim “Topic” nº 12/97 diz:
   Seguindo o método do "Código da Bíblia", o matemático Brendan McKay trabalhou com o romance “Moby Dick” e chegou aos mesmos resultados “sensacionais” de Michael Drosnin: ele encontrou dados apropriados ao assassinato de Indira Gandhi, Luther King, Yitzhak Rabin e até do acidente de Lady Di.
   Como no hebraico não existem vogais, as palavras são mais curtas e as chances de se encontrar codificações que fazem sentido são muito superiores às que temos no inglês ou em outros idiomas…
   McKay também realizou cálculos em relação ao nome de Michael Drosnin. Bem próximo ao nome, o matemático encontrou a palavra “liar” (mentiroso), assim como algumas referências à morte de Drosnin.
   A Bíblia é a Palavra de Deus!
   Nela é descrito o passado, o presente e o futuro, e o que é mais importante: a fé absolutamente necessária em Jesus Cristo!
   Para compreender isso não necessitamos de nenhum código, mas sim do novo nascimento e do Espírito Santo:
   “Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.” (1 Coríntios 2:11-12)
   TEXTO MASSORÉTICO
   Na verdade, a única razão pela qual é possível “fazer cálculos numéricos” usando caracteres hebraicos nas Escrituras é por causa do método massorético para validar a autenticidade das cópias manuscritas.
   No método massorético - de massorat (transmissão fiel) - os escribas verificavam atentamente cada letra, sílaba, palavra e parágrafo.
   Os massoretas contaram os versículos, as palavras e as letras de cada livro; calcularam a letra e a palavra que ficava no meio de cada livro; fizeram uma lista dos versículos que continham todas as letras do alfabeto (ou certo número delas); e assim por diante: o que consideramos hoje uma trivialidade, teve o efeito de garantir uma atenção minuciosa à transmissão fiel do texto.
   Na verdade, os massoretas tinham um preocupação profunda de que não se omitisse nem se perdesse um só i ou til, nem uma só das menores letras ou uma pequena parte de uma letra da Lei.
   Assim, de posse do conhecimento desses valores, bastava aplicar às cópias as somas dos valores de determinados caracteres: se o resultado fosse diferente do padrão, é porque havia alguma letra errada, e a cópia era destruída.
   Absolutamente NADA A VER com códigos misteriosos, nomes secretos ou decifração do futuro!
   Precisamos parar de procurar chifre em cabeça de cavalo, porque quem insiste nesse afã, uma hora acha… e, quase sempre, o que pode estar lá escondido e esperando é lindo como um anjo de luz, mas cujo principal objetivo é revelado, sem código, pela Palavra de Deus:
   “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.” (1 Pedro 5:8)

Related Posts with Thumbnails