14 de mai de 2011

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.

   Voltando a falar sobre tatuagens (Ainda?! De novo?!), dia desses recebi um e-mail (cuja autora tenta disfarçar sua malcriação) que pacientemente revisei e transcreverei, na íntegra, a seguir:

   “Estou escrevendo para dizer que li um artigo que você escreveu a um tempo atrás sobre tatuagens, e quero dizer que não achei legal você chamar as pessoas que tem tatuagem de tolas.
   Você pode ter base bíblica e isso é muito bom, mas tenho certeza que Deus não gostaria de ler o que você escreveu, somente pelo motivo que tratou seu irmão.
   Concordo que as palavras tem que ser ditas e muitas vezes não devemos passar a mão na cabeça de ninguém.
   É bíblico? É sim, mas quem é você para falar dessa forma com alguém?
   Você se ajoelhou? Orou? Perguntou para Deus o que ele queria em relação a esse assunto? Pediu a direção Dele para escrever? Abriu a Bíblia para ver o que a palavra te responderia?
   Creio que você não teve todo esse cuidado, pois geralmente as pessoas que conhecem a palavra acham que podem sair falando à toa… e até mesmo para você falar, tem que pedir para Deus te usar, senão é simplesmente um homem falando e isso não vale de nada.
   Então NÃO FAÇA MAIS ISSO! É muito feio e, pelo seu jeito, já sei que você esta criticando o que esta lendo e dizendo para si que eu tenho uma tatuagem e a resposta é: sim! Tenho sim e não estou escrevendo porque me senti ofendida. Sei o contato que tenho com Deus, sou firme na minha vivencia com Ele.
   Estou escrevendo somente porque achei muito feio o que escreveu e você é uma pessoa tão limitada que não aceita discussão sobre o assunto, pois, pelo que li, você só aceita e-mail de pessoas que seguem as suas regras… senão nem leria o que pudessem ter escrito.
   Você imagina um recém convertido, lendo isso, ele se sentiria muito envergonhado com o que leu? Teria vergonha de si! Isso não é de Deus: quando fiz minha tatuagem pedi para Deus que Ele nunca deixasse me arrepender disso e confiei… e não tenho problema com isso graças a Ele!
   Um recém convertido tem que saber que cometeu um erro porque não sabia o que estava fazendo, mas também não tem que se sentir mal porque tem algo tatuado no corpo.
   E, só para seu conhecimento: tatuagem é vaidade como você tem vaidade por uma roupa e não se precisa fazer uma e ficar mostrando!
   Pedi para Deus te dar mais sabedoria ao falar sobre coisas polêmicas… quem sabe você consegue mais filhos para Deus, sem ficar julgando suas atitudes e chamando-os de tolos?
   Antes que pense que quem escreve é uma adolescente boba, sou uma mulher de 30 anos e, desde que me entendo por gente, tenho uma cabeça boa e uma eterna comunhão com Deus.
   E vou fazer igual a você, prefiro que nem responda o e-mail se for para criticar em vez de amar! Prefiro não ler o que escreve, pois não me importo com debates: me importo quando não pensam no respeito e no amor e deixam o lado teológico falar mais algo (teológico quer dizer somente o conhecimento, sem unção).”

   (Um pré-requisito antes de prosseguir: não deixem de tomar conhecimento sobre a OBRIGAÇÃO DE JULGAR atribuída aos cristãos!)
   Estas palavras fofinhas, bem intencionadas e cheias de “amor” já bastariam para abrir a tampa do meu “vidrinho de ácido”, mas, na verdade, eu já vinha guardando motivos para isto e, nesta postagem, decidi juntar um pouco mais de informação: ao acompanhar o twitter de um amigo acabei descobrindo algumas “pérolas” expressas por uma esposa de pastor:
verbodolixo
   Decidi preservar o nome dela, mas ao ver o site desse outro, que se afirma “pastor”, e sabendo que através de suas publicações ele guia almas para o caminho do engano… decidi expor sua identidade, afinal, só um criminoso é capaz de achar lindo chamar alguém de “filha do papai hagin”!
   São tantas abobrinhas juntas que até poderia ficar indeciso sobre o ponto de início, mas o que fica gritante em ambas as manifestações é um falso conflito existente:
   CONHECIMENTO x AMOR
   A louca da primeira carta, apesar de garantir o contrário, dá provas constantes de que definitivamente não conhece nem um pouco do Deus verdadeiro, caso contrário sequer cogitaria me instruir a fazer “roleta russa” com a Palavra de Deus (Abriu a Bíblia para ver o que a palavra te responderia?)!
   Se isso não é uma forma de augúrio ou jogo de azar é, pelo menos, misticismo, pois em lugar nenhum da Bíblia encontramos recomendações para “sortearmos” passagens de maneira aleatória, confusa e desordenada. Pelo contrário:
   “Para o tolo, o cometer desordem é divertimento; mas para o homem entendido é o ter sabedoria.” (Provérbios 10:23)
   “Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos.” (1 Coríntios 14:33)
  A Palavra de Deus NUNCA deve ser manuseada dessa forma insana e até mesmo zombeteira: confundir tinta impressa sobre páginas de papel com a manifestação da presença de Deus é heresia tal qual a idolatria de uma imagem! Antes de tudo, a Lei do Senhor deve ser guardada e compreendida por qualquer um que queira serví-lO:
   “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.” (Salmos 1:1-2)
   Aliás, só mesmo uma mente muito transtornada e distante da Palavra é capaz de afirmar FORA DE CONTEXTO:
   “O conhecimento ensoberbece. É o amor que edifica!”
   Parece que esta pessoa também andou mexendo em sua caixinha de “preciosas promessas”, pois a ÍNTEGRA da passagem é fundamental para sua plena compreensão:
   “Ora, no tocante às coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que todos temos ciência. A ciência incha, mas o amor edifica. E, se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber. Mas, se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele.” (1 Coríntios 8:1-3)
   O “conhecimento que incha” em questão não é o que DEVEMOS extrair através da meditação na Palavra de Deus, mas aquele secular, das “coisas sacrificadas aos ídolos”. Muito menos esse amor citado é genérico, antes deve ser direcionado prioritariamente ao próprio Senhor Deus, de modo que sejamos conhecidos d’Ele!
   Para ser elogiada por misturar e confundir a Palavra de Deus, só mesmo sendo filha do “papai hagin”, pois este comportamento é coisa que deve passar longe de alguém que esteja buscando ser um verdadeiro filho de Deus!
   O amor é o primeiro dos nove frutos do espírito mencionados em Gálatas 5:22-23 e é o principal tema de 1 Coríntios 13, mas será que ninguém mais se lembra de passagens “básicas” como:
   “​Porque o Senhor repreende a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem.” (Provérbios 3:12)
   “​Porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe. ​É para disciplina que perseverais (Deus vos trata como filhos); pois que filho há que o pai não corrige? ​Mas, se estais sem correção, de que todos se têm tornado participantes, logo, sois bastardos e não filhos.” (Hebreus 12:6-8)
   Por outro lado, não há registro algum na Bíblia de que alguém vai perecer por “falta de amor”, mas, sem dúvida, há uma séria advertência acerca da falta de conhecimento:
   “​O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.” (Oseias 4:6)
   Diante disso, podemos concluir que:
   O VERDADEIRO AMOR É BASEADO NO CONHECIMENTO DA PALAVRA DE DEUS E IMPLICA DIRETAMENTE NA EXORTAÇÃO DAQUELES QUE AMAMOS!
   ESCOLHAS (“FILHA DO PAPAI HAGIN”)
   “O coração do Pai pulsa no ritmo da graça. A misericórdia só é usada para aqueles que não aprenderam ouvir este som.”
   Se entendi bem, há uma intenção de separar a graça da misericórdia, como se a primeira caracterizasse uma “casta superior” de pessoas que nunca pecariam? Para dizer tamanha asneira esse ser deve estar se julgando semelhante ao próprio Senhor Jesus Cristo, ignorando completamente toda a Bíblia:
   “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.” (Romanos 3:23-24)
   “Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia.” (Romanos 11:32)
   “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” (Hebreus 4:16)
   Tal ignorância apenas se justifica ao ver o tipo de doutrina que é pregada por um dos pastores de sua igreja (ou já poderíamos classificar o “Verbo da Vida” como seita?):
   “Eu prefiro o evangelho que prega o triunfo a um evangelho que pregue a derrota. Evangelho… são boas notícias!”
   A palavra de Deus é uma só e a única “preferência” que um cristão genuíno pode ter é a de conhecê-la e vivê-la, pondo-a em prática cotidianamente! Porventura não sabe esse “pastor” que a tanto a porta quanto o caminho são estreitos?
   O verdadeiro cristão só tem a opção de falar a Verdade, até mesmo sobre o terrível futuro (exatamente conforme está na Bíblia) deste mundo e das coisas materiais, caso contrário não passará de um farsante criminoso pregando mentiras triunfalistas com o único objetivo de enganar uma plateia sedenta por quaisquer coisas que lhes agrade… e ao olhar a frase que escreveu, sou obrigado a classificá-lo nesta segunda e vergonhosa alternativa.
   A CARAPUÇA SERVIU COM PERFEIÇÃO (PRIMEIRA CARTA)
   Definidos “amor” e “conhecimento”, queria destacar e responder a algumas das afirmações ridículas que a primeira mulher, dizendo-se “serva do Senhor”, teve a coragem de registrar:
   “Quem é você para falar dessa forma com alguém?”
   Não sou ninguém em especial, tanto que permaneço utilizando um pseudônimo por seis anos, mas, por outro lado, sou um servo sincero e verdadeiramente dedicado ao Senhor, que se esforça bastante para conhecer e aplicar a Palavra de Deus que, sem dúvida alguma, é uma coisa que você conhece muito pouco, senão não iria ter escrito tanta besteira!
   Duas passagens que posso destacar para fechar essa sua boca enorme:
   “​Aos que pecarem, repreende-os na presença de todos, para que também os outros tenham temor.” (1 Timóteo 5:20)
   “Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.” (2 Timóteo 4:1-4)
   Sem dúvida alguma suas palavras são características de alguém que passou a vida inteira acreditando em fábulas e nunca foi confrontada a ponto de ter um verdadeiro encontro com a seriedade de ser uma legítima cristã! Sua frase a seguir denota isso:
   “Então NÃO FAÇA MAIS ISSO! É muito feio e, pelo seu jeito, já sei que você esta criticando o que esta lendo e dizendo para si que eu tenho uma tatuagem e a resposta é: sim! Tenho sim e não estou escrevendo porque me senti ofendida. Sei o contato que tenho com Deus, sou firme na minha vivencia com Ele.”
   Mulher néscia!
   Pode ter a certeza de que nunca ouvi falar de você e nem pensei em sua existência quando escrevi o estudo, portanto não minta acerca de sentir-se ofendida, pois essa “ofensa” não partiu de mim, mas da própria Palavra do Deus que você se engana ao dizer que serve… só por isso prefere mandar que me cale!

   “Você imagina um recém convertido, lendo isso, ele se sentiria muito envergonhado com o que leu? Teria vergonha de si! Isso não é de Deus.”
   “Um recém convertido tem que saber que cometeu um erro porque não sabia o que estava fazendo, mas também não tem que se sentir mal porque tem algo tatuado no corpo.”

   OK! Então um recém-convertido não pode se sentir envergonhado e muito menos mal ao ser confrontado pelos erros que cometeu?
   Isso significa que, para você e seu mundinho cor-de-rosa, o arrependimento é uma coisa indolor… ou, melhor ainda, se bobear nem arrependimento deve haver!
   Não é bem assim que a Bíblia diz:
   “Porquanto, ainda que vos contristei com a minha carta, não me arrependo, embora já me tivesse arrependido por ver que aquela carta vos contristou, ainda que por pouco tempo. Agora folgo, não porque fostes contristados, mas porque fostes contristados para arrependimento; pois fostes contristados segundo Deus; de maneira que por nós não padecestes dano em coisa alguma. Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte.” (2 Coríntios 7:8-10)
   “Ai de ti, Corazim, ai de ti, Betsaida! Porque, se em Tiro e em Sidom se fizessem as maravilhas que em vós foram feitas, já há muito, assentadas em saco e cinza, se teriam arrependido.” (Lucas 10:13)
   “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor.” (Atos 3:19)
   Veja também lá em Mateus 19:16-26 e aprenda como o próprio Senhor Jesus Cristo tratou alguém que se apegava às coisas materiais: quer seguir? Larga tudo o que atrapalha, desabona, confunde, aprisiona… caso contrário seria mais sincero admitir que o mundo lhe apetece muito mais!

   Assim como a ilustração da carapuça que abre a postagem é relativa a você, a imagem ao lado pode muito bem ilustrar como o seu tipo de carinho irá influenciar na vida dos novos convertidos.
   Para concluir o assunto “novos convertidos”, na verdade a “peninha” que tem delas é a pena que pode sentir de você própria, pois tudo o que escreveu indica que, assim como eles, nunca teve um verdadeiro encontro com Deus! Nunca foi de largar suas convicções! Mesmo reconhecendo que apliquei corretamente a Palavra de Deus, se refugia em um conto de fadas para poder justificar as fábulas nas quais quer viver.
   Olhe suas outras afirmações:
   “Você é uma pessoa tão limitada que não aceita discussão sobre o assunto, pois, pelo que li, você só aceita e-mail de pessoas que seguem as suas regras… senão nem leria o que pudessem ter escrito.”
   “Quando fiz minha tatuagem pedi para Deus que Ele nunca deixasse me arrepender disso e confiei… e não tenho problema com isso graças a Ele!”
   “E vou fazer igual a você, prefiro que nem responda o e-mail se for para criticar em vez de amar! Prefiro não ler o que escreve, pois não me importo com debates: me importo quando não pensam no respeito e no amor e deixam o lado teológico falar mais algo (teológico quer dizer somente o conhecimento, sem unção).”
   Se sou “limitado” é pela submissão ao Senhor e Sua Palavra! Por acaso isso também é recomendação bíblica:
   “Não removas os antigos limites que teus pais fizeram.” (Provérbios 22:28)
   O que você chama com desprezo de “minhas regras” nada mais é do que a exigência para que a base das comunicações seja sempre bíblica. Me responda então: se um cristão não se baseia na Palavra de Deus, vai se basear em que?! Em “sentimentos”?! Na constituição brasileira?!
   Você mente para si própria e, através da repetição quase mântrica de que “conhece Deus”,  quer criar uma realidade alterada para saciar sua concupiscência!
   Sinto muito por seu eu quem a está informando, mas o registro de suas palavras é a prova cabal de que NÃO CONHECE nem ao Senhor Deus e muito menos Sua Palavra! Tanto que, ao ser verdadeiramente confrontada, sentiu dor, agonia, inventou a desculpa dos “novos convertidos” e escreveu para mim (fingindo piedade) e ordenando que me calasse!
   Ao pedir que “Deus nunca deixasse você se arrepender”… estava esperando o que, afinal de contas? Algum “mover sobrenatural”? Que Deus jogasse um raio na sua cabeça? Que te cobrisse de lepra antes de se tatuar?
   Ora, esse comportamento, no final das contas, não te torna, mulher “sábia” de 30 anos, nem um pouco diferente das tantas adolescentes cabeça de vento em nosso mundo: O Senhor Deus nos deixou Sua Palavra como ÚNICO meio de conhecê-lo!
   É por isso que existem tantos espíritas, satanistas… e você: porque Deus não está nem um pouco preocupado em mandar “sinais sobrenaturais”:
   “Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram.” (João 20:29)
   E você, já que não viu, te importa mais é realizar suas carnalidades sem que ninguém a critique ou confronte, achando seu comportamento classe-média-alta sempre bonitinho, santificado e aceitável… afinal de contas, tem gente fazendo coisas muito piores que você neste mundo, não é mesmo?
   Não caiu raio e nem veio a lepra, mas apareci eu e meu estudo sobre tatuagens para te desagradar: me perdoe por ter sido o agente que Deus utilizou para te mostrar sobre a besteira que fez em seu próprio corpo e agora, de novo, estou te falando o que você (sem sombra de dúvida) nunca quis ouvir.
   Saiba que quase não há diferença entre você e qualquer um desses ímpios místicos e bondosos que superlotam este mundo: ao ser confrontada com a Verdade, prefere ignorá-la e mandar que o portador se cale… seja tal portador eu, fosse ele o próprio Deus!
   Pois vou te dizer uma coisa muito séria:
   “Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades como um vento nos arrebatam.” (Isaías 64:6)
   Não pense que estou querendo me colocar em uma posição superior a sua para criticá-la sob a ótica de alguém perfeito: não faço isso, mas posso dizer que o ÚNICO PERFEITO é o Senhor Deus e a perfeição da qual me utilizo não provém de mim mesmo, mas da Palavra d’Ele!
   Portanto, se estou dedicando meu tempo a expor o quão ridículas foram suas palavras, é porque, na verdade, gostaria muito de que um dia chegasse a ser uma verdadeira cristã: consciente de suas próprias palavras, fazendo com que as palavras de sua boca (e de seus dedos) não mais reflitam o comportamento de uma mulher fútil que vive em um mundo de misticismo e ilusões, antes sejam sustentadas pela verdade irrefutável que brota da Palavra de Deus!
   Se dedico meu tempo para responder seus absurdos, não é por vaidade (pois me seria muito mais fácil ignorar e enviar para a lixeira!), mas por algo de que você tanto fala, mas parece nunca ter conhecido: o legítimo amor cristão!
   CONCLUSÃO
   São esses os exemplos de “cristãos” nos dias de hoje? Gente de carne fraca e sem conhecimento da Palavra? Que precisam ficar inventando modas para dizer que têm alguma relevância; deturpando / ignorando a Bíblia até que encontrem respaldo para suas práticas?
   “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.” (2 Timóteo 4:3-4)
   É esse o tipo de “evangelho” que está sendo pregado à classe média-alta? Uma mensagem que se converte às práticas do mundo e não o contrário?
   “Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo. Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. Não são do mundo, como eu do mundo não sou. Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.” (João 17:14-17)
   “Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo.” (Colossenses 2:8)
   “Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.” (Tiago 4:4)
   Seja em Brasília, seja no Rio de Janeiro, seja em qualquer lugar do mundo: com “cristãos” como esses… satanás definitivamente não anda tendo muito trabalho!
   “Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia.” (1 Coríntios 10:12)
   Perdão a todos se fui meio ácido e repetitivo, mas algumas vezes a paciência chega perto de se esgotar.

Related Posts with Thumbnails