25 de abr de 2011

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
pascoalouca
Fui acordado, por volta das 5 da manhã do sábado (23/04), por artilharia pesada! Não eram traficantes contra policiais e, acabei descobrindo, nem eram tiros de verdade: eram fogos de artifício em saudação ao tal “são Jorge”…
Quem leu minha mensagem pascal anterior tem noção de que a coisa já não andava muito bem, mas parece que esse ano, pela intensidade do foguetório, houve uma multiplicação de idólatras!
E daí vem minha perplexidade, pois não sei definir quais adjetivos aplicar: povo com simpatia irracional extrema, covardia entranhada, estupidez profunda, idolatria declarada… como poderia ser qualificado um povo que em um dia comemora barulhenta e honrosamente o demônio e, no dia seguinte, te encontra no meio da rua e tem a cara de pau de desejar uma “feliz páscoa”?!?
De qualquer forma, fiquei curioso e decidi saber um pouco mais sobre a história desse personagem tão celebrado e acabei me surpreendendo com um trecho de sua história / lenda que, de tão interessante, vou transcrever da Wikipédia:

Jorge nasceu na antiga Capadócia. Ainda criança, mudou-se para a Palestina com sua mãe após seu pai morrer em batalha.
Sua mãe possuía muitos bens e o educou com esmero. Ao atingir a adolescência, Jorge entrou para a carreira das armas, por ser a que mais satisfazia à sua natural índole combativa.
Logo foi promovido a capitão do exército romano devido a sua dedicação e habilidade — qualidades que levaram o imperador a lhe conferir o título de conde da Capadócia.
Aos 23 anos passou a residir na corte imperial em Nicomédia, exercendo a função de Tribuno Militar. Nesse tempo sua mãe faleceu e ele, tomando grande parte nas riquezas que lhe ficaram, foi-se para a corte do Imperador. Jorge, ao ver que urdia tanta crueldade contra os cristãos, parecendo-lhe ser aquele tempo conveniente para alcançar a verdadeira salvação, distribuiu com diligência toda a riqueza que tinha aos pobres.
O imperador Diocleciano tinha planos de matar todos os cristãos e no dia marcado para o senado confirmar o decreto imperial, Jorge levantou-se no meio da reunião declarando-se espantado com aquela decisão, e afirmou que os romanos deviam se converter ao cristianismo.
Todos ficaram atônitos ao ouvirem estas palavras de um membro da suprema corte romana, defendendo com grande ousadia a fé em Jesus Cristo.
Indagado por um cônsul sobre a origem dessa ousadia, Jorge prontamente respondeu-lhe que era por causa da Verdade. O cônsul, insatisfeito, quis saber: “O que é a Verdade?”. Jorge respondeu-lhe: “A Verdade é meu Senhor Jesus Cristo, a quem vós perseguis, e eu sou servo de meu redentor Jesus Cristo, e n’Ele confiando me pus no meio de vós para dar testemunho da Verdade”.
Como Jorge mantinha-se fiel ao cristianismo, o imperador tentou fazê-lo desistir da fé torturando-o de vários modos e, após cada tortura, era levado perante o imperador, que lhe perguntava se renegaria a Jesus para adorar os ídolos.
Todavia, Jorge reafirmava sua fé, tendo seu martírio aos poucos ganhado notoriedade e muitos romanos tomado as dores daquele jovem soldado, inclusive a mulher do imperador, que se converteu ao cristianismo. Finalmente, Diocleciano, não tendo êxito, mandou degolá-lo no dia 23 de abril de 303, em Nicomédia (Ásia Menor).

Se Jorge existiu de fato, sem dúvida ficaria muito triste ao ver que seu nome se tornou motivo de idolatria e pretexto para adoração aos ídolos perante os quais morreu negando se prostrar!
Se Jorge existiu de fato nessa época, ele não servia à corrupta igreja católica e nem a nenhuma outra empresa eclesiástica: lhe restava a opção de ser cristão genuíno conhecendo Deus através de Sua Palavra que, na época, nem era exatamente a Bíblia da forma que a conhecemos nos dias de hoje… mas mesmo que ele tivesse apenas o livro de Salmos, ele sabia:
“Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao teu nome dá glória, por amor da tua benignidade e da tua verdade. Por que perguntariam as nações: Onde está o seu Deus? Mas o nosso Deus está nos céus; ele faz tudo o que lhe apraz. Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos do homem. Têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não veem; têm ouvidos, mas não ouvem; têm nariz, mas não cheiram; têm mãos, mas não apalpam; têm pés, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta. Semelhantes a eles sejam os que fazem, e todos os que neles confiam.” (Salmos 115:1-8)
O que Jorge pensaria de tantos que andam confiando em uma imagem (supostamente) sua, chamando um boneco inútil de “protetor” e reverenciando-o como se a ele devessem algo…
Não… esse troço que existe hoje em dia, não é o Jorge da Capadócia que morreu sem negar ao Senhor Jesus Cristo! O Jorge, aquele que foi guerreiro, devia saber muito bem qual a única forma de ser ouvido e atendido pelo Senhor Deus:
“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (João 14:6)
Se Jorge não soubesse e nem tivesse certeza plena disso, certamente não morreria defendendo a Verdade pregada por esse Jesus! Talvez ainda não tivesse lido alguma carta do apóstolo Paulo, mas, sem dúvida, não discordaria do que foi por ele registrado:
“Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei; E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso.” (2 Coríntios 6:14-18)
É triste afirmar, mas sem dúvida Jorge NUNCA tomaria parte nas celebrações que foram sendo inventadas em sua “homenagem” no decorrer dos tempos… e se você é “devoto” de “São” Jorge, saiba que há algo muito malévolo se fazendo passar por ele!
Se você recebeu algum “milagre” ou “graça” de São Jorge, saiba que Deus é bom, mas satanás também opera sinais, maravilhas e prodígios:
“E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem.” (2 Tessalonicenses 2:8-10)
Mesmo as curas, se não praticadas estritamente de acordo com a Verdade (ou seja, a Bíblia), podem ser ferramentas usadas por satanás para afastar o ser humano de Deus, escravizando-o com um falso bem, que, na verdade, vai apenas conduzí-lo à morte eterna!
“Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e AOS IDÓLATRAS e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.” (Apocalipse 21:8)
Um raciocínio lógico e simples: se Jorge seguia a Bíblia e você diz seguir Jorge, porque então está praticando a idolatria?
Será que ainda não percebeu que você e toda está multidão de idólatras estão sendo enganados por um ser que não quer cumprir seu destino sozinho? Ainda não percebeu quem é esse enganador? Deixe a Bíblia te contar então:
“E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.” (Apocalipse 20:10)
Após ter dito tudo isso, fica claro que não se pode servir a Deus e ao diabo ao mesmo tempo. Querer se “garantir por todos os lados” é uma atitude que, na verdade, só revela uma covardia extrema, pois ao mesmo tempo em que não confia em Deus e Sua Palavra, pratica coisas que Ele ODEIA!
Sim! Deus pode odiar e aquela historinha de que “Deus odeia o pecado, mas ama o pecador” não passa de outra mentira do mesmo diabo que te convenceu a ser idólatra! Veja o que diz a Bíblia:
“Porque tu não és um Deus que tenha prazer na iniquidade, nem contigo habitará o mal. Os arrogantes não subsistirão diante dos teus olhos; detestas a todos os que praticam a maldade. Destróis aqueles que proferem a mentira; ao sanguinário e ao fraudulento o Senhor abomina.” (Salmos 5:4-6)
Qualquer um que se afirme cristão tem a obrigação de julgar a si próprio e tudo aquilo que pratica e em momento nenhum da Bíblia está registrado que Deus nos ordena a ser “simpáticos” ou “tolerantes” com o inimigo de nossas almas, pelo contrário:
“Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar. Portanto, meus amados, FUGI DA IDOLATRIA.” (1 Coríntios 10:13-14)
“Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” (Tiago 4:7)
Isto posto, não há motivos restantes que possam justificar nem mesmo que tais atitudes sejam de “simpatia” ou “honra” a Jorge… porém tudo se revela mais claramente se formos observar que, sob pretexto de “sincretismo”, a lenda de Jorge foi associada a uma entidade da umbanda chamada “ogum”, que é um orixá ligado à lua.
Soubemos quem pode ter sido Jorge e suas louváveis atitudes, soubemos o comportamento de um verdadeiro cristão diante da idolatria e da possibilidade de praticar atos contrários à Palavra de Deus, vimos que nem todo sinal ou milagre vem de Deus… falta uma passagem bastante significativa:
“Porque Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus; Nem também para a si mesmo se oferecer muitas vezes, como o sumo sacerdote cada ano entra no santuário com sangue alheio; De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo. E, como AOS HOMENS ESTÁ ORDENADO MORREREM UMA VEZ, vindo depois disso o juízo, Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.” (Hebreus 9:24-28)
Repito a ORDEM: o homem morre uma só vez! Sabendo disso, vejamos duas outras passagens importantíssimas, ambas do Antigo Testamento e que não foram revogadas nem aperfeiçoadas, ou seja, permanecem válidas para os gentios:
“Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti.” (Deuteronômio 18:10-12)
“Quando, pois, vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram: Porventura não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultar-se-á aos mortos?” (Isaías 8:19)
Apesar das afirmações em contrário, tais passagens acabam com a possibilidade de “espírita cristão” ou “umbandista cristão”, porque a “simples” comunicação com os mortos é condenada com veemência!
De igual maneira, na Bíblia inteira não há relato de servos de Deus possessos ou controlados por espíritos em parte alguma… nem mesmo o Espírito Santo procede de tal forma!
Digo tudo isto apenas para poder concluir que de forma alguma “ogum” pode ter nada a ver com aquele Jorge que morreu por não negar a Verdade, não passando de uma manifestação tão demoníaca e em nada diferente da pomba-gira ou dos exus…
Pronto! Agora que deixei tudo bem claro, me respondam: como alguém que na sexta-feira FINGIU sofrer pelo padecimento de Cristo a ponto de nem carne comer; passou o sábado idolatrando uma estátua, celebrando um morto como se ele fosse tomar o lugar de Cristo como intercessor, prestando culto ao diabo e seu “ogum”… aí chega no domingo e vem falar “feliz Páscoa”!?!?!
Isso prova que Deus é muito bom por não destruir de uma vez essa humanidade corrompida, podre até a alma… aliás, esse é o verdadeiro motivo da Páscoa: Jesus Cristo morreu para nos dar, a todos os condenados, uma chance de salvação!
“Mas Deus assim cumpriu o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado; que o Cristo havia de padecer. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do SENHOR.” (Atos 3:18-19)
E, por favor, não se “arrependam” hoje e voltem amanhã a idolatrar, pois até isto já está previsto na Bíblia:
“Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro. Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado; Deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama.” (2 Pedro 2:20-22)
Páscoa não é ovo, não é coelho, não é chocolate… Páscoa é a celebração da vitória do Senhor Jesus Cristo sobre a morte e o inferno, pois ele RESSUSCITOU!
Concluo apenas falando sobre o papel que exerci ao escrever esta postagem:
“E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor; Instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade, E tornarem a despertar, desprendendo-se dos laços do diabo, em que à vontade dele estão presos.” (2 Timóteo 2:24-26)
Tenho certeza de que o Jorge, se o que dizem sobre ele for verdade, faria a mesma coisa por você…
E você? Vai seguir o verdadeiro exemplo de Jorge e resistir em nome da Verdade até a morte… ou vai continuar servindo ao diabo em suas festas?
LINK CURTO PARA ESTA POSTAGEM
http://bit.ly/jorgeguerreiro

Related Posts with Thumbnails