1 de fev de 2011

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
Diaconisa
   Nunca me ufanei em mim mesmo: sempre soube que sou um ser humano miserável e indigno de qualquer coisa, principalmente da graça d’O Senhor meu Deus!
   Minha única certeza e meu único orgulho é da veracidade que posso encontrar na Palavra que me foi deixada por Ele e é para manejar melhor esta verdadeira arma que treino sem cessar, praticando a cada dia e sempre buscando o aperfeiçoamento, mesmo sabendo que, em minha condição carnal, estou fadado a nunca atingir a perfeição…
   Faz algum tempo que venho me esforçando para ser o mais “docinho” possível, tentando moderar meu ímpeto ao responder a verborragia de algumas pessoas, mas mal acabei de escrever sobre a ausência de legítimo “recheio” bíblico nos pretensos cristãos da atualidade e me chega uma mensagem como esta, intitulada “Resposta”, mesmo eu nunca tendo me comunicado diretamente com esta senhora:
   Prezado Senhor Teophilo,
   Lendo aqui seus relatos fiquei impressionada com tamanha capacidade de julgar tudo e a todos que o Senhor tem. Como o Senhor se julga santo! Conforme a Bíblia somente DEUS é Santo.
   O Senhor fala (de maneira desprezível) sobre a Terra que DEUS criou, pois, a Terra e tudo que ele criou (de forma tremenda) pertencem a Ele, porém, o pecado do homem, infundido por satanás, tem destruído a criação de DEUS.
   Sobre a Ana Mendes Ferrel - em suas observações o Senhor diz que: “acha que este relato merece uma observações, pois, se assemelha bastante a uma dessas aparições da Rainha do céu”.
   Sobre a Neuza Itioka e Daniel Mastral o senhor se refere a essas pessoas de maneira tão desrespeitosa.
   O Senhor nunca tem certeza de nada: sempre o Senhor “ACHA” e nada do que o senhor fala tem fundamento: o senhor convive com essas pessoas? seus Ministérios? DEUS tem revelado ao Senhor sobre os Ministérios dessas pessoas?
   Tudo isso, Senhor Teophilo, tem um preço, pois, DEUS diz que, com a mesma balança com que pesamos seremos pesados, também.
   O Senhor diz que: “Tenho sido chamado de "soberbo", será porque? Ao invés de sair julgando o Senhor deve orar por essas pessoas e por seus ministérios, pois, DEUS diz que, devemos ir por todas as Nações pregando e ensinando a todos (essa não é uma orientação de DEUS é nossa obrigação), o Senhor está cumprindo esse mandamento?
   Conforme a Bíblia DEUS nos diz que, nos finais dos tempos viria a “apostasia”, tudo o que está escrito vai acontecer , porém, DEUS no seu infinito amor por nós, está nos alertando para que possamos vigiar, por isso, Senhor Teophilo, VIGIE!
   O maior mandamento do nosso Senhor é o Amor. Ame as pessoas que o Senhor está julgando.
   Eu não lhe conheço, mais DEUS conhece, porém, quero lhe dizer que eu te amo desejo que as bênçãos de Deus recaiam sobre sua vida e de sua família.
   M.B.O. (Diaconisa da Terceira Igreja Batista…).
   A começar pelo incômodo fato dela se referir constantemente a minha pessoa utilizando o termo “Senhor” (com “S” maiúsculo: corrigido na transcrição, mas facilmente constatado na imagem), devo adicionar a informação que o endereço eletrônico desta senhora é relacionado ao Ministério da Educação e Cultura, o que me leva a crer que ela deveria, no mínimo, saber ler e interpretar corretamente um texto, além de que “Senhor”, fora na língua alemã ou quando em início de parágrafo, é referência direta ao único Senhor Deus.
   A partir daí ela inicia uma sequência de ataques vazios cuja única utilidade é destacar o nível de cegueira intelectual e espiritual que se abateu sobre esta nação e vou tentar, mais uma vez, esclarecer como a forma de raciocínio dela está deturpada:
   1. O cristão legítimo tem a OBRIGAÇÃO DE JULGAR justamente porque o maior mandamento É o amor: amar a Deus sobre TODAS AS COISAS!!!!!!
   A única forma de conhecer a este Senhor Deus é através de Sua Palavra que, por acaso, se chama Bíblia, mas também pode ser chamada de “reta justiça”… Se alguma coisa, qualquer que seja, está em conflito com os preceitos divinos… qual a única opção aceitável a um cristão? Obviamente que é a Palavra de Deus ou a reta justiça ou a Bíblia! Citando as palavras do Senhor Jesus Cristo:
   “Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.” (João 7:24)
   O nível de cegueira desta senhora é ressaltado quando, alguns parágrafos abaixo, ela própria cita “o preço de julgar com uma balança”… Ora bolas! Da forma como expressa, tudo indica que ela vê essa “balança” como algo místico ou algum raio a cair dos céus! Ela própria, ao invés de utilizar a Bíblia para julgamento, prefere usar seus “achismos” (fundamentados em aparências e erros de interpretação) para escrever uma mensagem tão vazia…
   2. Levando em conta o DEVER que o cristão tem de SEMPRE OPTAR pela Bíblia, ela tenta ridicularizar todas as vezes que escrevi “eu acho” e chega ao cúmulo de afirmar que “nunca tenho certeza de nada”!!
   Caríssima senhora, aprenda a ler os textos interpretando corretamente, pois no exemplo que cita, sobre Ana Mendez fazendo uma analogia à tal “Rainha dos Céus”, eu tenho a CERTEZA ABSOLUTA de que ela está divulgando uma grandiosa HERESIA e que qualquer cristão genuíno tenha a obrigação de reconhecer isso… por isso eu acabo dizendo que “acho que este relato merece algumas observações…”, por (naquela época) ainda crer que os cristãos já deveriam estar discernindo a operação de erro sem a necessidade de que eu “chovesse no molhado”.
   Infelizmente a senhora chegou com mais uma prova de que, além de não discernir o engano, não é sequer capaz de compreender um sério alerta, preferindo atacar quem fala a verdade desagradável do que se livrar de uma mentira que toca seu coração.
   3. A senhora sabe que, por exemplo, um livro é um documento?! Imagino que essa deveria ser uma obrigação para alguém que tem endereço eletrônico no MEC…
   Se algum autor, qualquer que seja, publica uma heresia e, pior ainda, começa a ganhar dinheiro com isso… a senhora ainda acha que preciso “conviver” com alguém que está prostituindo o evangelho e trabalhando para servir aos propósitos de satanás?!?
   “Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; Isto não quer dizer absolutamente com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo. Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo.” (1 Coríntios 5:9-13)
   A obrigação desses safados, quaisquer que sejam eles, caso tivessem o mínimo de temor ao verdadeiro e único Senhor Deus, seria a de RECOLHER TODAS AS PUBLICAÇÕES do mercado e ressarcir aqueles que foram lesados com suas deturpações… se possível, quatro vezes o valor original!
   4. A sua cegueira, cara senhora, é tão grande que a torna incapaz de reconhecer que minha “soberba” não é minha e nem mesmo a meu próprio respeito: se garanto tudo o que digo em alguma coisa é na inerrante Palavra de Deus.
   “Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” (Hebreus 4:12)
   E se a senhora tem dúvidas quanto a isso, certamente não deveria sequer estar na posição de “diaconisa”, pois quem duvida da Palavra de Deus não deveria nem mesmo ser chamado de cristão!
   Igualmente suas palavras provam que, mesmo não duvidando, no mínimo deu provas que não sabe maneja-la de forma válida, ou seja: se esse evangelho sórdido foi capaz de conduzi-la a uma posição de destaque eclesiástico, tenho medo do que esteja sendo pregado aos reles membros de sua igreja…
   E, ainda por cima, não consigo tirar da cabeça que trabalha no ministério da educação e cultura… tanto os órgãos governamentais quanto as empresas eclesiásticas andam muito mal, hein?!
   5. Tanto me disponho a pregar e ensinar a todos que dediquei tempo a responder sua “resposta”… e, no final de tudo, achei melhor ocultar seu nome e o de sua igreja para não causar-lhes transtorno.
   Também não a conheço, mas SUAS PALAVRAS (infelizmente) a representaram muito bem (ou, dadas as evidências, muito mal): fiquei indignado com tamanha imperícia e imprudência e estou sendo duro como há algum tempo tenho evitado ser.
   Peço perdão pelo choque, mas nutro a sincera esperança de que tais palavras possam desperta-la para a verdade do evangelho, livrando-a da crença tão ferrenha nas fábulas de autores que estão conduzindo sua vida através de heresias, superstições e misticismo… ferrenha a ponto de me escrever uma “resposta” onde ignorou completamente a Bíblia na esperança de defender o indefensável.
   O motivo de publicar e responder sua mensagem é o mesmo que muito me entristece e alarma: há algo muito errado neste mundo, pois até mesmo quem teria o dever profissional de saber interpretar textos já não mais sabe faze-lo.
   Já descobri “cristãos” mortos-vivos, “avestruzes”, “energúmenos”… mas hoje, diante de sua assinatura (diaconisa de terceira…), uma imagem se formou em minha mente: a de um urubu-rei que, mesmo se alimentando de carniça, não abre mão de seu “título de nobreza”!
   Concluo apresentando uma dúvida sincera: não sei se, após escrever o que escreveu, havia hipocrisia em suas palavras ao dizer que “me ama”, mas eu rogo ao Senhor Deus que lhe dê tempo para reconhecer as mentiras em que tem crido e, muito provavelmente, pregado. Não seja como os enganadores, mas vigie e busque sabedoria na Palavra de Deus:
   “Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” (2 Timóteo 3:13-17)

Related Posts with Thumbnails