4 de jan de 2011

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
Bradesco Vanguarda 02   Os benefícios oferecidos aos clientes do banco Bradesco são tão fantástico que os colocam em posição de vantagem sobre a maior parte do resto da humanidade: novas medidas na área de segurança vão revolucionar o mercado e, muito provavelmente, os qualificará como precursores de uma tecnologia que será seguida por todos os outros bancos!
   Enquanto isso o banco Santander também busca fazer uma revolução através de sua proposta de que, juntos, banco e sociedade possam construir um nova e melhor estrutura mundial.
   Para validar seu movimento, passou a destacar na mídia as ideias altruístas e ecológicas que algumas pessoas apresentaram ao mundo… pena que essa “novidade” seja coisa muito velha e é meu papel, como o “desagradável de plantão”, revelar qual foi a primeira ideia a entrar como concorrente nesse processo:
   “E era toda a terra de uma mesma língua e de uma mesma fala. E aconteceu que, partindo eles do oriente, acharam um vale na terra de Sinar; e habitaram ali. E disseram uns aos outros: Eia, façamos tijolos e queimemo-los bem. E foi-lhes o tijolo por pedra, e o betume por cal. E disseram: Eia, edifiquemos nós uma cidade e uma torre cujo cume toque nos céus, e façamo-nos um nome, para que não sejamos espalhados sobre a face de toda a terra.” (Gênesis 11:1-4)
   Lendo nas entrelinhas: após levar, literalmente e por conta de suas iniquidades, um banho no dilúvio, a humanidade achou que poderia se blindar contra a justiça divina.
   Esquecendo da aliança estabelecida pelo próprio Senhor Deus (Gênesis 9:11-17), onde Ele próprio se comprometeu a nunca mais causar destruição através de outro dilúvio planetário (o que esvazia completamente o argumento do ridículo filme “2012”), o bicho homem inventou de construir uma torre onde, quando as possíveis águas começassem a subir, todos poderiam acessar e (teoricamente) ficar protegidos.
   Então, pensando que o arco-íris que brilha no céu não passa do símbolo do movimento homossexual, o rei Nimrode buscou o financiamento do Santander e juntos se iniciaram as obras daquela que foi chamada “Torre de Babel”. É claro que houveram alguns probleminhas no decorrer do projeto, mas não é uma manifestação divina de confusão das línguas (e, através disso, criação das diversas nações) que vai impedir sua realização: agora, aproximadamente seis mil anos após o início da construção, nunca estivemos tão próximos de sua conclusão!
   Tal evento ocorrerá em momento oportuno, pois o mesmo Deus que naquela época julgou através da água, agora mandou seus profetas registrarem que haverá o julgamento definitivo e que a destruição será efetuada através do fogo! Aliás, houve até um tal messias falando que “as virtudes do céu seriam abaladas” fazem uns dois mil anos… mas isso não é nada que os novos projetos ecológicos de sustentabilidade não possam dar conta: JUNTOS PODEMOS TUDO PARA A PRESERVAÇÂO DA HUMANIDADE, independente do quão depravada, corrupta e hedonista ela esteja se fazendo.
   O mais engraçado é que tem um monte de gente que se diz “cristã” e se deixa enrolar, tomando parte nessa loucura em nome de liberdade, paz e segurança.
   E é justamente para aumentar a segurança que o Bradesco é pioneiro, no Brasil e no mundo, na implantação da biometria como sistema de identificação. Analisemos alguns destaques retirados de sites especializados:
   O Bradesco decidiu expandir o uso da biometria nos seus caixas eletrônicos para reforçar a segurança durante as transações. A instituição financeira estima que até o final de 2011 aproximadamente 70% dos seus ATMs estejam equipados com leitores que reconhecem os correntistas pelas veias da palma da mão.
   Para atingir essa meta, o Bradesco investirá este ano 250 milhões reais na compra de mais oito mil terminais equipados com o sistema PalmSecure, desenvolvido pela fabricante japonesa Fujitsu. A tecnologia permite que os correntistas sejam identificados e autentiquem transações bancárias por meio da característica vascular da mão, capturada pelo sensor infravermelho do dispositivo.
   (…)
   Albino prevê chegar ao final de 2011 com uma base de 20 mil terminais eletrônicos equipados com o dispositivo PalmSecure. Com a disseminação da tecnologia, o Bradesco espera poder substituir as senhas convencionais durante as operações nos terminais de autoatendimento.
   “Pensamos em eliminar as senhas porque constatamos que o reconhecimento biométrico é seguro. Em mais de dois anos, não registramos nenhum caso de fraude”, garante Albino.
   (…)
   Segundo Albino, boa parte dos clientes que se cadastraram para usar a biometria nos ATMs são aposentados que se sentem mais à vontade com a tecnologia por não precisarem mais decorar as senhas de letras, solicitada nas operações pelos terminais.
   Além de ser mais segura que o uso de senha convencional, o executivo do Bradesco destaca que a biometria reduz o tempo gasto para realização das transações nos terminais, o que contribui para diminuir o tamanho das filas.
   A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) discute há algum tempo com seus associados o uso da biometria nos serviços bancários para aumentar a segurança. Entretanto, a instituição avalia outros métodos, além do adotado pelo Bradesco. Porém, ainda não há um consenso no setor sobre qual a tecnologia mais adequada.
   INTERESSE DA ALEMANHA PELO MODELO
   No caso do Bradesco, Albino afirma que não há planos de implantação de outras tecnologias de biometria. “O Bradesco já definiu a leitura da palma da mão como a mais correta e casou com ela. Fizemos grandes investimentos nesse sistema, que já era adotado no Japão. Consideramos esse sistema o mais adequado”, diz o executivo.
   O vice-presidente de TI do Bradesco afirma que uma demonstração de que o banco está no caminho certo é o fato de a Alemanha estar interessada em conhecer a experiência do banco brasileiro. Um especialista da instituição fará uma exposição sobre projeto do Bradesco naquele país para a associação de bancos local, que poderá vir a adotar o modelo.
Fonte: IDG Now
   Questões a ser destacadas no penúltimo parágrafo: leitura da palma da mão é a “mais correta”?! CASOU com ela!?! Ao empregar o termo “casar”, este executivo está revelando um comprometimento muito forte e que deverá perdurar até a morte… estranha coincidência, não?
   Vejamos agora notícias de outra fonte:
   A palma da mão é a nova aliada do sistema financeiro para a realização de transações bancárias nos caixas de auto-atendimento. O Bradesco, maior banco privado do país, com 22,5 milhões de contas correntes, está equipando todo o seu parque de máquinas com a tecnologia biométrica para aumentar a segurança dos correntistas.
   Usado há cerca de três anos no Japão, o sistema funciona através de um sensor que capta a movimentação sanguínea das mãos e a reconhece como sendo do usuário cadastrado. Dos 36.657 equipamentos de auto-atendimento do Bradesco, cerca de 40% já possuem o sistema de captura e leitura das mãos.
   Os clientes que optam pelo uso da biometria precisam apenas fazer o cadastro das mãos. Assim, ficam dispensados do uso das letras ou de tokens de autenticação para a realização de qualquer operação disponível nos caixa de auto-atendimento. O banco já estuda inclusive a possibilidade de eliminar o uso de senhas numéricas.
   “Fomos o primeiro banco no Ocidente a usar a biometria como recurso para autenticação no auto-atendimento”, afirma o vice-presidente executivo responsável pela área de Tecnologia da Informação do Bradesco, Laércio Albino Cezar. “Só em dezembro, registramos 4,5 transações sem nenhuma ocorrência de fraude.”
   Cezar explica que o uso da palma da mão é seguro e assertivo. É praticamente impossível alguém não conseguir realizar a operação por ter sido rejeitado pelo sistema. E mais: estudos demonstram que apenas oito em cada dois milhões de mãos podem ser coincidentes.
   Atentem agora para o título de uma outra reportagem da folha:
   Ora, aquele que exige não dá outra opção senão aquilo que é exigido… então o negócio já é obrigatório!
   Outra curiosidade é a convergência dos logotipos: enquanto o Bradesco apostou na transformação de seus “raios” em uma tocha (ou pira) estilizada sobre fundo vermelho (melhor esta opção do que pensar nas torres gêmeas sendo atingidas por dois aviões…), o Santander substituiu a forma geométrica sobre um fundo verde por… uma tocha (ou pira) estilizada sobre fundo vermelho!!!!!!!
banklogos
   Pois bem, aqueles que se rebelaram contra o Senhor Deus costumam afirmar em seus ocultismos que quem trouxe a luz para a humanidade (lembrem-se da sedução de Eva… segundo eles, aquele foi um “momento de iluminação”!) foi o inimigo de nossas almas. E, no final das contas, isso acaba fazendo o maior sentido: ao promover o bem orgânico (tecnologia, liberdade, segurança…) satanás estará simultaneamente afastando a humanidade da busca espiritual legítima, tornando-a tão convencida de si mesma que deixará de crer em Deus e na possibilidade de qualquer tipo de julgamento. O ego estará tão inflado que pensarão poder dominar o próprio Deus ou, pelo menos, negociar com Ele…
   Alguém ainda duvida de quem está controlando a economia mundial? Aguardem que, muito em breve, novas fusões vão restringir ainda mais as opções!
   Aliás, por falar naquele que todas estas tochas podem estar representando, acabei me lembrando daquele tal Mastral e de suas insinuações acerca do “foguinho” do PMDB
   Na verdade, acho a maior discrepância ver o povo evangélico todo se mobilizando CONTRA a PL-122 e o PNDH-3 e me criticando por criar um movimento “contra” a biometria: tanto uma coisa quanto a outra estão profetizadas e são inevitáveis!
   Apresentei meus argumentos em diversas oportunidades, tanto em relação à pombagirisse quanto à biometria, mas pelo fato de eu não ser profissional de bajulação e manipulação de massas, poucos são os que se dispuseram a, pelo menos, colocar o banner da campanha em seus sites e blogs… até mesmo os chamados “parceiros”.
   Meu papel sei que estou fazendo…
   Conclusão:
   Os clientes do Santander, juntos e bem intencionados, estão construindo um futuro onde será concluída a inacabada Babel, dando início à Nova Babilônia e cumprindo com perfeição o quadro profético registrado acerca do retorno do Senhor Jesus Cristo:
   “Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai. E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem.” (Mateus 24:36-39)
   Os clientes do Bradesco, na vanguarda da segurança, estarão sendo os primeiros a garantir suas vagas para receber alguns (não tão exclusivos) brindes extras:
   “E seguiu-os o terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão, Também este beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira; e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro.” (Apocalipse 14:9-10)
   E a humanidade, como um todo, corre desesperadamente em busca de seu destino:
   “Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão.” (1 Tessalonicenses 5:2-3)
   Que a graça e, principalmente neste caso, a paz do Senhor Jesus Cristo estejam com todos aqueles que O amam em espírito e em verdade.
   “Se alguém não ama ao Senhor Jesus Cristo, seja maldito. Maranata!” (1 Coríntios 16:22)

Related Posts with Thumbnails