3 de fev de 2010

Vã FiloSophya (Conclusão)

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
angry-womanface[1]   O calor voltou a castigar e o tempo que consigo ficar no escritório tenho buscado um meio de ganhar algum sustento. O grande problema nisso é que nesse mundo tudo tem seu preço: em qualquer novo nicho que tentemos atuar existem os custos para se adquirir o conhecimento.
   No meu caso foi um pouco mais frustrante, pois adquirir conhecimento me fez, inicialmente, questionar a correção dos procedimentos tomados pelos desenvolvedores do negócio.
   Em seguida acabei confirmando que naquele ambiente de aparente inocência havia apenas o interesse no lucro e nenhuma preocupação com a satisfação e o bem-estar do publico consumidor.
   Depois quiseram fingir que solucionaram as questões que levantei, mas deixaram intactos todos os que se beneficiaram imoralmente de um grave erro no sistema… me revoltei e, não suportando viver uma mentira, abandonei o projeto que parecia tão simples e promissor em um primeiro momento.
    Ao ler isso parece que estou novamente relatando minha decepção com as instituições eclesiásticas, mas, acreditem, isso ocorreu em uma área tão inusitada da informática que é melhor até esquecer esse episódio ridículo e aplicar minha força na continuação da postagem anterior, que é LEITURA OBRIGATÓRIA para qualquer um que queira compreender o motivo das mensagens abaixo.
   Diante da resposta que destroçava seus argumentos, o ser maquiavélico enviou uma nova mensagem cujo título era “Apenas Um Conselho”, a qual transcrevo a seguir:
   Caro moço,
   Não eu apenas te dei um conselho… não quero afrontar você. Porque… o que ganharei com isso?
   Você, pelo que vejo, conhece a Palavra (e muito bem), mas… ONDE ESTÁ SUA DEPENDÊNCIA A DEUS?
   Veja o que escrevi:
   (1) Não pedi para você se "revelar" - isso seria perigoso por demais! - mas para tomar cuidado.
   (2) O Orkut é um site mundano e maquiavélico.
   (3) Bom seria se pudéssemos ter culto 24h/dia… seria um exercício para a eternidade, mas o SENHOR não determinou isso.
   (4) Você se coloca em "evidência" e cutuca o mal escancaradamente...ISSO NÃO AGRADA A DEUS!
   Veja se na Palavra tem esta atividade de perseguir o mal?
   Você está deixando sua inteligência te guiar, você sabe da Palavra, cada versículo!!!
   Mas, sabe que o ESPÍRITO SANTO É QUEM REVELA?
   Você está brigando com pessoas (que agem mal, sem dúvida), mas VOCÊ ESTÁ MESMO É DANDO ÊNFASE PARA ESTE MAL!
   (5) Pedindo ajuda, VC FAZ O QUE O MUNDO FAZ. SE TIVERES CRENÇA NO SENHOR, ESPERE ELE AGIR....e não saia por ai como quem irá agir por conta própria, porque DEUS está demorando muito....CUIDADO!
   (6) Em Eclesiastes 9:10 o SENHOR não está pedindo para as pessoa saírem por aí quebrando tudo  ou agindo com força na conversão de alguém.
   (7) Estamos debaixo da GRAÇA, como você sabe… e logo logo SERÁ FOGO E BARULHO.... E DOR!
   (8) Eu me identifiquei intelectualmente com você na escrita, na batalha verbal. MAS, NÃO AGORA.
   (9) Você escreveu "seu ministério"?
   Bom, te dei um conselho.....e peço que tomes cuidado: "QUEM DE REPENTE SE ENFURECE É ESTULTO: QUEM É PRUDENTE DISSIMULA O INSULTO."
   E MAIS: você deve ver o mal e se esconder.
   O SENHOR SORRIA PARA TI.
   Nessa mensagem já comecei a querer, como dizem, “sair da graça”: que frase mais ridícula é essa: “O Senhor sorria para ti”??? Qual a base para alguém dizer tal coisa? Vasculhei a Bíblia inteira e não encontrei nada parecido! Realmente um cumprimento muito estranho…
   Vamos ao que respondi:
   Não gosto de encerrar assuntos sem que tudo seja esclarecido e há muita coisa mal explicada nessa nossa conversa.
   (1) De acordo e sem crise;
   (2) É mundano para quem se permite participar do mundanismo!
   Tudo é mundano se for utilizado com intenções impuras ou, pior ainda, se for tratado com descuido. Veja o que ocorre com os louvores modernos… não é por causa disso que ainda não possam existir (pouquíssimos) louvores válidos.
   Generalizar é perigoso, principalmente sem uma definição pecaminosa clara: o site do jornal “O Globo” é mundano e maquiavélico, o site da ONU também… a internet inteira é altamente suspeita e não digo isso como escárnio, mas para que reflita sobre a afirmação que fez.
   Repito, não estou defendendo o Orkut, mas afirmando que podemos utilizá-lo de modo sábio e útil.
   (3) Enquanto seres humanos, necessitamos viver e o culto é um sacrifício racional de nossas concupiscências. De acordo e sem crise.
   (4) Quando aplico a Palavra, quase sempre não falo do que quero, mas do que me vem a mão: há muitos assuntos que não abordo porque não tenho direção para me dedicar àqueles temas, mas acho que você não vai acreditar se eu disser que só escrevo quando sou inspirado para isso.
   Sua idéia de que confio na minha inteligência é completamente errada, pois confio apenas na Palavra de Deus e a única aplicação de minha inteligência é a de compreendê-la e concatená-la.
   O engraçado é que vão fazer meses que tenho escrito muito pouco e você fala como se eu escrevesse diariamente repetindo assuntos e dando destaque a apóstatas modernos… tem certeza que escreveu para o autor correto?
   (5) Pedindo ajuda eu faço o que qualquer ser humano faz…
   Paulo não pedia auxílio aos irmãos? Quantos exemplos temos na Bíblia de pessoas que desconheciam o Senhor sendo úteis aos verdadeiros servos? Alguns destes, no prosseguimento da narrativa, alcançam a salvação… outros não.
   Não consigo enxergar uma base bíblica para essa sua afirmação de que não deva pedir auxílio diante de uma situação verdadeiramente dificultosa.
   "Nunca vi um justo mendigar o pão" está na Bíblia e os cuidados do Senhor até mesmo com os lírios do campo também, mas não vejo nada que restrinja alguém de pedir auxílio por uma situação limite. O livro vem por aí, mas não se produz essas coisas da noite para o dia.
   (6) Eu estou quebrando alguma coisa? Analisar os enganos com base na Bíblia e apresentar seus perigos é quebrar alguma coisa? Novamente não te compreendo.
   (7) Estou de acordo.
   (8) Discordâncias ocorrem entre seres humanos. Eu, infelizmente, ainda não deixei de sê-lo. Se apresentar base bíblica que refute claramente minhas posições, novamente estaremos em concordância.
   (9) Sim, escrevi! Depois de ver tantos ministros de meia tigela por aí, mais especificamente após o caso de uma defensora da Rebecca Brown, olhei por todos os caminhos que o Senhor Deus conduziu minha vida e passei a assumir esta atividade como ministério de forma mais séria.
   O que há de errado com isso?
   * Sem dúvida sua idéia de "dependência de Deus" não pode ser a mesma que a minha, pois quem me conhece sabe que dependo 100% apenas do Senhor.
   Não me enfureci, mas me senti na obrigação de formular questões mais pertinentes e esclarecedoras para poder compreender melhor sua linha de raciocínio ao me dirigir tais palavras de conselho.
   “Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas. Acautelai-vos, porém, dos homens; porque eles vos entregarão aos sinédrios, e vos açoitarão nas suas sinagogas; E sereis até conduzidos à presença dos governadores, e dos reis, por causa de mim, para lhes servir de testemunho a eles, e aos gentios. Mas, quando vos entregarem, não vos dê cuidado como, ou o que haveis de falar, porque naquela mesma hora vos será ministrado o que haveis de dizer. Porque não sois vós quem falará, mas o Espírito de vosso Pai é que fala em vós.” (Mateus 10:16-20)
   Nunca quebrei ou ataquei nada e nem ninguém... O Senhor seja contigo.
   Vendo que os conselhos de meia tigela que enviava não estavam conseguindo me calar, a pessoa decidiu enviar “Apenas UM Conselho 2”… ora bolas, se era apenas um, porque numerá-lo como “dois”? Seria este um teste para minha inteligência?
   Se, na mensagem que deveria conter “apenas um”, ela conseguiu colocar vários conselhos e, ainda por cima, completamente furados… qual seria o conteúdo da parte 2? Isto estava começando a parecer filme de terror… com vários retornos!
   Ah! Nessa mensagem parece que a preguiça bateu e o ser apenas numerou e respondeu, facilitando a leitura, veja:
   (1) No entanto, você não deveria fazer parte disto.
   (2) VC USANDO PÁGINAS DA INTERNET PARA AFRONTAR O MAL...É O QUE? Você está sob sua inteligência!
   (4) Desculpe, mas tem água misturada com óleo, aqui! DEUS jamais pediria para alguém afrontar o mal!
   Moço, perceba, você realmente está muito satisfeito com isso… isso ensoberbece seu "eu"!
   Sim, escrevi para você mesmo, teófilo! Eu li seu testemunho, seus artigos… achei interessante e correto, porém você está afrontando o mal… está o colocando em evidência… PRESTE ATENÇÃO!
   (6) Qualquer ser humano do mundo faz isso sim, CORRETO! Mas não o celestial!!!!!
   Paulo pediu para os irmãos que professavam a CRISTO e ele não foi para a praça pedir ajuda para TODOS… Seja coerente!
   Queres ajuda? ORE AO SENHOR, converse com seus irmãos que professam a mesma fé que a sua… NA INTERNET não!
   E os que te "elogiam"… pode até ser um psicopata (em qualquer parte do mundo)… NÃO ME COMPREENDES?
   És "ser humano" de onde? Do mundo ou do celestial?
   (8) Está na hora de você ORAR! E TEM MAIS!!! NÃO É REFUTANDO com bases Bíblicas, NEM CONTESTANDO OU REPLICANDO… sim você tem "base bíblica", MAS QUEM TE APRESENTA A VERDADE É O ESPÍRITO SANTO.
   (9) É… a Rebecca Brown… Ela me assustou sabia?
   Não com o seus demônios, mas na escrita! Me incomodou também, pois mistura a Palavra com fantasias… AQUELA MULHER TEM O ESPÍRITO IMUNDO DA DESOBEDIÊNCIA DE JEZABEL!
   Aliás, gostei da sua análise: realmente, aquela sua análise foi adequada e coerente!
   Analisar livros, não vejo nada de errado… mas com prudência, com cuidado.
   Neste sentido, você já leu as obras de Augusto Cury? O que você acha?
   * SE VC TEM 100% DEPENDÊNCIA NO SENHOR ESPERE NELE, AGUARDE NELE… E NÃO NO MUNDO.
   Acho que ela percebeu que sua argumentação estava muito fraca e, antes que eu pudesse responder, enviou outra mensagem, “PARA REFLETIR”, com claras intenções de causar remorso e paralisia e que repete, com palavras diferentes, a base deturpada da mensagem acima. Novamente vou enumerar para facilitar na compreensão da refutação:
   Se quiseres refletir sobre isso…
   Tudo vem de DEUS, do princípio ao fim, e nós tão somente temos que descansar nisso como uma criança. (A)
   Neste mundo, não devemos aceitar os confusos credos e fórmulas da cristandade, com seus serviços litúrgicos, os quais apenas levam as almas de volta às trevas, à distância de DEUS e ao jugo do judaísmo – esse sistema no qual DEUS encontrou falta, e que aboliu para sempre por não estar em conformidade com Sua santa vontade. (B)
   Quando temos em CRISTO alguém que satisfaz perfeitamente nosso coração, então podemos afirmar que é isso que nos coloca verdadeiramente acima do mundo. Nos torna completamente independentes dos recursos aos quais o coração inconverso sempre se apega (como as vaidades e futilidades).
   O cristão sincero e verdadeiro desvia-se instintivamente; e isso não meramente por causa do erro ou do mal que há nessas coisas – apesar dele certamente sentir que são coisas erradas e más – mas por que ele não tem nenhum gosto por elas, e por que encontrou algo infinitamente superior, algo que satisfaz perfeitamente todos os desejos da nova natureza. (C)
   Veja, poderíamos imaginar um anjo do céu tendo prazer em ter páginas na internet para avisar os desavisados sobre seus erros e atrocidades? O simples pensamento disso já é sobremaneira ridículo. Mas, você pode postar seu artigo para quem é cristão do tipo coerente, assim...celestial (não agarrado ao mundo!), pois existem os cristãos do mundo. (D)
   E o que é um cristão? É um homem celestial; um participante da natureza divina. Ele está “morto” para o mundo – morto para o pecado- vivo para DEUS. Não tem ligação com o mundo. Poderia CRISTO tomar parte nos divertimentos, brincadeiras e festejos deste mundo? A própria idéia disso seria blasfêmia. Será que é para ele ser encontrado em lugares onde o seu Senhor não estaria? (E)
   Buscando no Novo Testamento, acaso ele dá qualquer autorização para que o cristão se misture, em qualquer forma ou medida, com os divertimentos e os vãos anseios deste presente século mau? (F)
   Resposta: Não! Então, como você pode usar uma página e se "esconder" por trás de um nome inventado, e meter o "sarrafo" no mal? Fazendo isso....você coloca o mal em evidência. Se é errado....como você ainda vai pedir recurso para o mundo que você mete o "sarrafo"? PRESTE ATENÇÃO! Seja prudente. (G)
   O que você pensaria de uma esposa que se sentasse, e risse, e contasse anedotas com um grupo de homens que tivesse assassinado seu marido? E é exatamente o que os cristãos professos estão fazendo quando se misturam com o presente mundo mau, e se fazem parte da porção dele.
   Ah! Então devemos sair do mundo? NÃO! Em João 17:15 diz que
   “Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal.”
   No mundo, mas não do mundo. Esse é o verdadeiro princípio do cristão. (H)
   Não quero te afrontar....Mas, para que você tome cuidado. ORE....DEPENDA EXCLUSIVAMETE DELE, DE DEUS. É UM EXERCÍCIO PARA MIM TAMBÉM.
   QUE ELE SORRIA PARA VOCÊ.
   Gente… comecei a O-DI-AR essa expressão sobre o sorriso! Que coisa mais estranha!
   Levando em conta que os satanistas também sabem citar a Bíblia e chamam satanás de “pai” e “senhor”… comecei a desconfiar ainda mais desta forma de despedida, mas é apenas suposição.
   Não satisfeita com tudo o que disse, ainda enviou uma terceira mensagem na seqüência que, a primeira vista parece um simples aviso amistoso, mas contêm um estranho jogo de palavras:
   Caso você me envie um e-mail, eu ficarei sem micro por uma semana (eu acho!). Então, se demorar para responder é por este motivo. Irei verificar um problema… está muito lento.
   DEUS TE GUARDE, ORE E PERMANEÇA NA DEPENDÊNCIA DELE.
   Senão, que tudo continue como está, ou seja, NA MAIOR MISÉRIA.
   Notaram a ênfase nas três últimas palavras? Foi realmente um aviso de ausência ou algum tipo de praga sendo rogada? Vejamos a resposta que enviei a ela, só que o que lerão é, como podemos dizer, uma versão ampliada e melhorada, para cumprir o objetivo ao qual me propus, que é treinar os verdadeiros cristãos a refutar argumentos tão sórdidos:
   (A) Você está pregando a inércia? Então não devemos fazer nada que tudo nos virá na mão? Nesse raciocínio as doenças não existiriam e viveríamos o paraíso na terra...
   (B) Você ainda não contou sua história... de onde saiu, quais foram suas decepções?
   Começo a desconfiar que, assim como o falso e maçônico Labaredas de Fogo, você também seja um maçom ou satanista tentando se passar por uma mocinha preocupada: sua forma de escrever é idêntica a deles! Os mesmos recursos, os mesmos truques psicológicos para instaurar a dúvida e, se eu bobear, ficar paralisado pelo medo de, sob o seu ponto de vista deturpado, estar errando.
   (C)E não devemos compartilhar isso com os que ainda não receberam? Não há algo na Bíblia sobre o "IDE"???
   (D) Quem escreveu a Bíblia não foram os anjos, mas homens inspirados por Deus.
   A Bíblia não será acrescentada e nem modificada, porém homens de torpe ganância estão querendo inicialmente deturpa-la para então abolí-la.
   Então, para você, a defesa da fé genuína é um erro?
   Seus conselhos para que eu pare me impressionam, pois não tenho o costume de ficar repetindo um mesmo tema desnecessariamente e nem dando destaque ao que não merece... parece que há algo específico que causou todo esse incômodo.
   (E) Êpa, você entrará em conflito direto com o apóstolo Paulo se prosseguir adiante nessa idéia, veja:
   “Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; Isto não quer dizer absolutamente com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo. Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo.” (1 Coríntios 5:9-13)
   Sou cristão, porém enquanto for vivo tenho responsabilidades e só vou me tornar celestial após meu "recolhimento"… a idéia contida em seu parágrafo está completamente equivocada!
   (F) E há alguém se misturando? Seu raciocínio está completamente deturpado no que tange à utilização da internet, pois seguindo-o também serei forçado a deixar de usar (por exemplo) o telefone, pois a gente que o utiliza para passar trotes, forjar seqüestros e falar pornografia…
   (G) O mundo, sem dúvida, me despreza e de forma alguma colaboraria com alguém tão inoportuno e desagradável quanto eu… a menos que o próprio Senhor Deus assim o quisesse e procedesse.
   Esse seu grande temor de pedir abertamente também me deixa incomodado… há algo de estranho nesse seu raciocínio…
   (H) É isso que os evangélicos e afins têm feito e não consigo achar o ponto onde você me enquadra no mesmo balaio que eles… e olha que eu me julgava fundamentalista ao extremo!
   Ai de mim se não esperar o livramento provido pelo Senhor Deus!
   Você fala, mas não se explica. Aconselha, mas não ata o nó do raciocínio… chega a ser ameaçadora, mas não fundamenta com solidez.
   Na verdade, ao citar João 17:15 acima, tirou-o de seu contexto para tentar justificar o engano no qual quer me amarrar… exatamente como fez satanás quando tentou o Senhor Jesus Cristo no deserto. Veja a íntegra da passagem:
   “Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo. Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. Não são do mundo, como eu do mundo não sou. Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.” (João 17:14-17)
   Nota que na oração que o Senhor Jesus Cristo fazia por seus então discípulos (e, brevemente, apóstolos) a base de tudo é a Palavra? Engraçado é que você vem desde o início reclamando que eu sei demais da Palavra, que tenho usado minha inteligência… e verdadeiramente eu seria muito burro se não observasse que você é capaz de manipular as passagens a seu favor, ou melhor, a favor das idéias satânicas às quais está servindo!
   Acho melhor acabar com essa série de mensagens, pois as coisas só estão se tornando mais complicadas.
   Confio tanto no Senhor Deus que creio muito de que cada lição que tenho de aprender será aplicada oportunamente através da permissão d'Ele apenas… essas suas palavras só têm me causado esforço para compreender e mal estar pelo tom ameaçador, porém estão carentes de edificação.
   Quanto ao pequeno aviso que me enviou, desde quando "dificuldade" é sinônimo para "miséria"?
   Apresento em meus textos que minhas DIFICULDADES têm me impedido de dedicar mais tempo ao trabalho com a Palavra, pois tenho trabalhado com outras áreas para conseguir prover meios e não chegar a ser um miserável, como você parece estar desejando através destas palavras.
   Desculpe, mas só consigo sentir que há algo ameaçador e nem um pouco bíblico vindo junto a seus conselhos e, portanto, prefiro dispensá-los e depender apenas d'O Senhor Deus.
   Seja feliz!
   Apenas para concluir a refutação, vejam na primeira mensagem dessa série de três, no item de número 4 ela afirma que “Deus jamais pediria para alguém afrontar o mal”, esqueçamos em definitivo as passagens de Romanos 12:8; I Tessalonicenses 5:11; I Timóteo 4:13; Tito 2:15. Vou aproveitar para transcrever duas passagens que também devem ser ignoradas:
   “Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo. Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado.” (Hebreus 3:12-13)
   “Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.” (2 Timóteo 4:1-5)
   Após tanto atentar contra minha paciência, decidi publicar este conteúdo e enviei um aviso a ela sobre isso e, imediatamente (o computador não ia passar uma semana no conserto?) veio a resposta:
   POR FAVOR, PEÇO QUE NÃO PUBLIQUE MEU E-MAIL....POR FAVOR.
   NÃO ESCREVEREI MAIS PARA VC...E ME DESCULPE SE O CONFUNDI.
   O cristão é um peregrino, um estrangeiro neste mundo tenebroso. Ele está de viagem para a glória (Hebreus 11:40), por que tem uma vocação celestial (Hebreus 3:1). Porém, agora ele ainda está no deserto, com toda as dificuldades e perigos que há nele. É então que nos é apresentado o nosso SACERDOTE, a saber, O SENHOR JESUS, O JUSTO. Portanto, as aspirações do cristão são diametralmente opostas às aspirações do mundo. Era isso que eu quis de passar, pois pensei que estava escrevendo para uma pessoa saudável, mas não para uma pessoa muito ferida.
   ME DESCULPE! PEÇO MAIS UMA VEZ QUE VC NÃO PUBLIQUE, POR FAVOR...POR FAVOR!
   QUE O SENHOR ME PERDOE TAMBÉM.
   Preciso explicar porque não atendi a esse pedido?
   A cada dia tenho aprendido que confiar no Senhor não é se calar e aguardar sentado, sabendo que muitos eventos terríveis irão ocorrer de forma inexorável. Antes, como vivos, devemos usar de todos os meios que estiverem a nosso alcance (inclusive a internet!) para apresentar A Verdade a todos aqueles que pudermos alcançar e enquanto tivermos condições para fazê-lo, pois logo até isso será considerado ilegal e passível de juízo e punição.
   Confiar no Senhor Deus não é esperar que Ele faça todo o trabalho, não é querer fazer o trabalho por Ele e muito menos se achar “o” escolhido (pois este foi O Senhor Jesus Cristo): devemos levar nossas vidas de modo que sejam testemunhos de nossa fé, estando sempre prontos para ser utilizados por Ele quando necessário.
   Estou cansado de ficar praticamente repetindo sempre as mesmas coisas.
   Estou horrorizado com a guerra de egos que tenho testemunhado aqui do meu cantinho, entre muitos que se dizem apologetas, mas sequer têm se preocupado em utilizar a Bíblia para respaldar seus atos e as idéias que estão divulgando.
   Continuo sem dinheiro e tenho trabalhado muito em tudo que me vem à mão para fazer: esse é o motivo de minha ausência.
   Não abandono o Senhor meu Deus! Não abandono o chamado que Ele me fez e confirma a cada dia! Não abro mão da minha salvação e nem estou disposto a trocá-la por um punhado de moedas.
   Não tenho escrito todos os dias, mas creio estar escrevendo o suficiente para cumprir meu papel na edificação dos cristãos genuínos… há tempo para tudo!
   Que o Senhor Deus proteja e abençoe àqueles que O amam e buscam obedecê-lO.

Categories:

2 comentários:

Postar um comentário

                              ATENÇÃO!

   Fico feliz por você estar desejando registrar um comentário, porém peço que (principalmente caso vá praticar qualquer tipo de retaliação), pense bem antes de fazê-lo:.

   1. A partir de 22/07/2011 restringi (no intuito de impedir mesmo) os comentários neste formato (arcaico e nativo do blogger), pois estão relacionados às postagens antigas: o assunto pode até ser atual e pertinente, mas definitivamente não está no centro das atenções do autor.

   2. Este formulário só aparece para permitir a leitura dos comentários anteriores... já leu para ver se sua dúvida não foi respondida? Tem certeza que sua pergunta é inédita e exclusiva? Se for, então pode me enviar um e-mail:
teophilonoturno@gmail.com

   3. Provavelmente o que você leu foi baseado na Bíblia ou em fatos, NÃO em opiniões pessoais (busque referências bíblicas!!!). Se você "caiu de pára-quedas" aqui não comece a metralhar sem conhecer o posicionamento do autor através de seus outros textos, pois comentários descabidos e sem fundamentação serão desconsiderados!

   4. Sem dúvida o texto não contém ofensas pessoais e muito menos palavras torpes (não escreva ofensas, palavrões, bobagens...).

   5. Muito provavelmente você vai encontrar sérias dificuldades para apagar seus comentários daqui caso algum dia venha a se arrepender de tê-los feito: meu trabalho é registrar fatos e, depois que você pressionar o botão enviar, suas próprias palavras poderão testemunhar contra você.

   Obrigado pela atenção.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts with Thumbnails