14 de jan de 2010

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
wagner-montes[1]    Sei bem que alguns vão torcer o nariz quando souberem que normalmente, durante meu almoço, assisto um programa de caráter jornalístico que é exibido no canal da Universal e apresentado pelo (também) deputado estadual Vagner Montes.
   Há, obviamente, um caráter popularesco e paternalista na produção, porém há alguns pontos onde não posso deixar de elogiar a idéia: pelo menos temos um político que mostra a cara todo dia e, mesmo dizendo umas abóboras, apresenta intenção de atuar para a melhora das condições gerais aqui no estado.
   Faço tais citações porque há uma frase que este apresentador fala todas as vezes que algum inocente é ferido e fica hospitalizado por causa dos cada vez mais comuns episódios de violência selvagem que são apresentados. É uma frase bastante utilizada pela população evangélica em geral e, inclusive, encontrada na forma de adesivos colados em vários automóveis: “Deus é Fiel”!
   Essa “máxima” sempre é dita como uma forma de evocar um compromisso que o Senhor Deus teria assumido para com a humanidade, mas… que compromisso é esse? Por que inocentes morrem em tiroteios no Rio de Janeiro e no mundo? Por que há vítimas nos deslizamentos de encostas como os de Angra dos Reis e Ilha Grande? O que dizer dos centenas de milhares de habitantes apanhados pelos terremotos no Haiti?
   Deixou o Senhor Deus de ser fiel? Ou há algum grave engano na interpretação dessa frase?
   Tenho combatido com veemência um conceito totalmente errôneo que vem sendo, a algumas décadas, construído sobre o caráter do Senhor Deus: podemos dizer, simplificando, que O transformaram conceitualmente em um misto de papai noel, super-homem e gênio da lâmpada mágica.
   Para tal foram extraídos diversos textos bíblicos de seu contexto original, na intenção de “oficializar” supostas promessas e ordens que o Senhor Deus teria deixado de forma irrestrita a toda a humanidade. Recentemente explanei sobre a falácia do “será salvo tu e tua casa” e quem se dispuser a ler o material que publico eventualmente na internet poderá descobrir a desconstrução de muitos outros desses conceitos errados que, no final das contas, levam os mais bem intencionados ao encontro direto da idolatria, do misticismo e da heresia… ou seja, direto para o inferno!
   A questão que desejo expor é que nesses momentos de grande comoção mundial, sempre se fala muito em oração e apoio… mas poucos são capazes de encarar que tais eventos são também grandes motivos para exclamarmos que “Deus é Fiel”!!!
   Não quero dizer com isso que não devamos orar ou praticar atos humanitários: é claro que, conforme proposto em cada coração, devemos contribuir para a recuperação dos sobreviventes, orar pelo restabelecimento dos acidentados e que o Espírito Santo possa consolar aqueles que sofreram perdas… e aí começam os problemas!
   Como poderá ser consolada pelo Espírito uma pessoa que nega a existência de Deus ou, pior ainda, mesmo sabendo da existência d’Ele prefere servir conscientemente aos demônios (chamados de “santos”…) e até mesmo diretamente ao próprio satanás? O que dizer a alguém cujo ente querido, a despeito das orações recebidas, veio inexoravelmente ao óbito?
   Diremos que o Senhor Deus falhou? Cogitaremos a possibilidade de que não teve poder suficiente? Culparemos as vítimas por sua própria desgraça afirmando que não tiveram fé suficiente?
   De forma alguma!
   Vivemos um novo e singular momento da história da humanidade em que testemunhamos o cumprimento das profecias que caracterizam o tempo do fim. Isto obriga qualquer cristão verdadeiro a priorizar a revelação da verdade bíblica acima do valor das boas ações, pois de que vale um sobreviver iludido neste mundo com uma passagem garantida para o inferno?
haiti-palace[1]
    Por exemplo: diante da catástrofe haitiana e dos tremores de terra que ocorreram no nordeste brasileiro, que os geólogos fizeram questão de afirmar que não têm associação entre si, apresento uma passagem bíblica que pode chocar alguns:
   “E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores.” (Mateus 24:3-8)
   Isto pode ser chocante para os que esperam o arrebatamento antes das coisas piorarem, mas já estamos testemunhando o princípio das dores e fugir disto só vai enfraquecer a fé de muitos que esqueceram o sacrifício dos cristãos primitivos originais aos leões e estão esperando ser livres de toda e qualquer dor e sofrimento só porque ficam profetizando mentiras, fazendo dancinhas e pregando auto-ajuda. Fico irado por constatar que um famoso pregador internacional, Pat Robertson, foi capaz de atribuir este evento a uma suposta maldição por causa de um pacto demoníaco!  Não consigo acreditar que um ser como esse possa se classificar como um ministro de Deus…
   Esse homem está cego para a graça, incapaz de reconhecer que a maior benção dada pelo Senhor Deus não é esta vida, mas a que está por vir.
   Amados, tais desastres vão ocorrer em cada vez maior número e intensidade e, sem sombra de dúvidas, muitos cristãos irão perecer juntamente com os ímpios em consequência disto. É claro que existem testemunhos de livramentos, mas isto também ocorre a ímpios…
   “Ainda há outra vaidade que se faz sobre a terra: que há justos a quem sucede segundo as obras dos ímpios, e há ímpios a quem sucede segundo as obras dos justos. Digo que também isto é vaidade.” (Eclesiastes 8:14)
   “Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.” (Mateus 5:44-45)
   O Senhor Deus criou este mundo e tudo o que nele há: todo metal, toda pedra, toda árvore… pode ser Ele o culpado pela aplicação dada às coisas pela mente humana? Se o homem e seu desejo de dominar sobre seus semelhantes foi capaz de transformar o metal em lanças e espadas… a culpa é do Senhor Deus? Se a engenharia humana se afirma capaz de levantar construções em locais belos para satisfazer suas vontades… a culpa é do Senhor Deus?
CNT_EXT_247748[1]    Se hoje temos as famosas “balas perdidas”, enchentes, deslizamentos… tudo isso é consequência pura e direta da ação e corrupção humana. Assim como o sol e a chuva, tudo isto pode atingir tanto justos como pecadores e, dentre tantas outras aflições, podem ter a certeza de que tais ocorrências, a despeito dos esforços dos homens de boa vontade, irão apenas se multiplicar… porque está profetizado:
   “Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver. E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias.” (Mateus 24:21-22)
   É inexplicável cientificamente, mas todos percebem a aceleração do tempo e não adianta juntar milhões de pessoas e profetizar contra os terremotos, ungir a cidade contra a violência, fazer passeatas pela paz… tudo isso irá culminar, INEXORAVELMENTE, no cumprimento de outra profecia:
   “Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão.” (1 Tessalonicenses 5:2-3)
   Não posso mentir por querer agradar ou alentar qualquer um que seja e tenho em minha própria história a experiência de ter perdido um irmão em consequência de latrocínio: o mais importante não é prometer benefícios e livramentos (prováveis sem dúvida, mas de forma alguma garantidos) para esta vida, mas sim pregar a Verdade acima de todas as coisas! Ensinar que as aflições e o padecimento da carne são inevitáveis, porém a morte nunca tocará aquele que crê na Verdade do Senhor Deus.
   “E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:14-16)
   A Bíblia revela que, no futuro, haverá um breve tempo onde aqueles que optarem por preservar suas vidas estarão imediatamente condenados a beber, sem mistura, o vinho da ira de Deus… enquanto os que, por não negar ao Senhor Jesus Cristo, enfrentarão o extermínio imediato (provavelmente por decapitação), mas estarão garantindo a salvação e a vida eterna. É um dos episódios mais paradoxais de toda a Bíblia, mas Isso é assunto para outra postagem…
   Então, para concluir, gostaria de pedir a todos aqueles que, diante de uma situação adversa, invocam a frase “Deus é Fiel” na intenção de invocar bênçãos e cura, saibam que estão invocando uma fidelidade não prometida na Bíblia e, por isso, provavelmente enganosa.
   Pergunto novamente a estes: o que dirão se o pior ocorrer? Que Deus não foi fiel? Que Deus não tem poder? Que a pessoa não teve fé?
   Esse, apesar de bem intencionado, não é o caminho da fé verdadeira.
   Saibamos orar esperando o cumprimento da vontade do Senhor e a ação de sua multiforme graça em cada situação específica, aprendendo a em tudo dar graças… mesmo que não consigamos compreender o que, diante de nossos olhos humanos, possa parecer uma desgraça.
   Antes de tudo, O Senhor Deus É fiel à Sua própria Palavra e de forma alguma deixará de cumprí-la nos mínimos detalhes. Ao ver episódios como o ocorrido no Haiti, ao ver as virtudes dos céus sendo abaladas e afetando a natureza, ao ver o cumprimento das profecias ligadas ao, cada vez mais próximo, retorno do Senhor Jesus Cristo a esta terra… você é capaz de exultar e exclamar “Deus é Fiel”?
   “E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto as virtudes do céu serão abaladas. E então verão vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória. Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima.” (Lucas 21:25-28)
   O Senhor Deus nos dê a sabedoria e a serenidade para permanecer fiéis mesmo diante da dor e do desespero, atuando com bondade e humanidade sempre que possível e divulgando a Verdade que salva para a vida eterna até mesmo através de nosso próprio sacrifício.
  DEUS É FIEL!!!

9 comentários:

Postar um comentário

                              ATENÇÃO!

   Fico feliz por você estar desejando registrar um comentário, porém peço que (principalmente caso vá praticar qualquer tipo de retaliação), pense bem antes de fazê-lo:.

   1. A partir de 22/07/2011 restringi (no intuito de impedir mesmo) os comentários neste formato (arcaico e nativo do blogger), pois estão relacionados às postagens antigas: o assunto pode até ser atual e pertinente, mas definitivamente não está no centro das atenções do autor.

   2. Este formulário só aparece para permitir a leitura dos comentários anteriores... já leu para ver se sua dúvida não foi respondida? Tem certeza que sua pergunta é inédita e exclusiva? Se for, então pode me enviar um e-mail:
teophilonoturno@gmail.com

   3. Provavelmente o que você leu foi baseado na Bíblia ou em fatos, NÃO em opiniões pessoais (busque referências bíblicas!!!). Se você "caiu de pára-quedas" aqui não comece a metralhar sem conhecer o posicionamento do autor através de seus outros textos, pois comentários descabidos e sem fundamentação serão desconsiderados!

   4. Sem dúvida o texto não contém ofensas pessoais e muito menos palavras torpes (não escreva ofensas, palavrões, bobagens...).

   5. Muito provavelmente você vai encontrar sérias dificuldades para apagar seus comentários daqui caso algum dia venha a se arrepender de tê-los feito: meu trabalho é registrar fatos e, depois que você pressionar o botão enviar, suas próprias palavras poderão testemunhar contra você.

   Obrigado pela atenção.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts with Thumbnails