8 de dez de 2009

O Mundo dos Mortos-Vivos

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
jReturn_of_the_Living_DeadNa minha transição da infância para a adolescência passei por um episódio que me marcou profundamente e me fez ter pesadelos por muitos anos após o ocorrido: assisti “A Volta dos Mortos-Vivos”…
Foi uma experiência tão vívida que passei muito tempo tentando imaginar uma solução para aquela condição caótica apresentada pelo filme, onde os mortos voltavam a vida e, mesmo partidos em pedacinhos, não poderiam ser desviados de seu principal objetivo, que era comer o cérebro dos vivos, de quem eles eram capazes de sentir o cheiro e perseguir ininterruptamente.
Era uma equação complicada, pois a destruição dos zumbis através de fogo ou bombas causava a produção de uma fumaça que ia aos céus e retornava em forma de chuva, levantando novos mortos e transformando até mesmo os vivos.
A única “solução” para acabar com o sofrimento era se transformar também em um morto-vivo…
Conforme amadureci os pesadelos passaram e a ficção não mais me incomodou… até a pouco tempo: inesperadamente, durante a reforma,  tive um sonho que me revelou o quão real foi esse filme: estamos vivendo literalmente em um mundo de mortos-vivos impressionantemente semelhante ao daquele filme… e a solução NÃO É (de forma alguma) se juntar a eles!
A chuva que cai no Rio de Janeiro amenizou a temperatura e me permitiu dedicar tempo a transcrever algo que há muito tempo me foi dado e já deveria ter sido apresentado.
O princípio do filme é uma experiência do exército americano em torno de um gás que faz os mortos voltarem à vida. Não recordo se o objetivo era tirar alguma vantagem nos campos de batalha, mas lembro que (é óbvio) algo dá errado durante os testes e com isso é iniciado um processo inexorável de transformação do mundo.
Não há referências ao Senhor Deus e muito menos ao destino das almas, porém é mencionada uma tal “dor” que os mortos sentem e que só é aplacada quando consomem o cérebro dos que estão vivos. Veja a cena abaixo e a tradução do diálogo principal em seguida:
(Homem) — Você pode me ouvir?
(Morta Viva) — Sim!
(H) — Porque vocês comem pessoas?
(MV) — Não “pessoas”… cérebros!
(H) — Apenas cérebros…
(MV) — Sim!
(H) — Porque?
(MV) — A dor!!!
(H) — Que dor é essa?
(MV) — A dor de estar morto…
(H) — Dói… estar morto.
(MV) — Me sinto apodrecendo…
(H) — Comer cérebros… como isso faz com que se sinta?
(MV) — Isso faz a dor passar.
Para a plena compreensão do raciocínio que desenvolverei a partir de agora, faz-se necessária o conhecimento de algumas outras obras (textos e áudio) anteriores, a saber:
A partir de agora começaremos o raciocínio bíblico, escatológico e surpreendentemente profético, pois o inimigo parece gostar muito de revelar suas estratégias com absurda clareza diante dos olhos da humanidade… e ninguém percebe!
A base bíblica para este raciocínio é:
“Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo; Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade; E estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade; No qual também estais circuncidados com a circuncisão não feita por mão no despojo do corpo dos pecados da carne, a circuncisão de Cristo; Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos. E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas.” (Colossenses 2:8-13)
“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.(Romanos 6:23)
Sabendo que a maior parte da humanidade já está condenada por não buscar a reconciliação com o Senhor Deus e que mais de 90% dos que intentam buscar ao Senhor falham desgraçadamente ao abandonar o genuíno crescimento através do estudo da Palavra para priorizar experiências, obras e intenções, temos um quadro onde os primeiros representam os mortos e estes, os convencidos pela psicologia “evangélica”, os “vivos-mortos”.
Há uma interessante analogia a ser traçada entre o comportamento dos personagens do filme e estes frequentadores das instituições eclesiásticas, mas quero me deter apenas nos pontos que julgo mais importantes:
  1. Eles são, indubitavelmente, a maioria absoluta e dominante. Reinam sobre o planeta conforme suas próprias concepções de erro e acerto. Assim como no filme, há alguns poucos que ainda estão verdadeiramente vivos e que são forçados a combater essa verdadeira praga, talvez nem mais na esperança de um mundo melhor, porém apenas para não se tornarem também em mais um nas fileiras deles!
  2. Eles não se importam verdadeiramente com os outros e vivem para fazer com que todos vivam exatamente da mesmo forma que eles.
  3. Os fictícios mortos-vivos não aparentam sequer ter a noção de seu estado putrefato de existência, enquanto os pseudo-cristãos, mesmo tendo a Palavra de Deus como parâmetro de validação para suas atitudes, preferem se convencer do que dizem seus líderes e doutrinas deturpadas.
  4. Os mortos-vivos devoram cérebros para aplacar a dor de estarem mortos. Os pseudo-cristãos se incomodam e querem destruir os “cérebros-vivos” para aplacar a dor de serem confrontados com suas deturpações e a decepção de descobrir que, apesar de todo o seu esforço, permanecem no caminho errado, ou seja, mortos e rumando para o inferno.
Há ainda outras semelhanças, mas a principal diferença é que os mortos-vivos não têm uma pirâmide social aparente em sua estrutura: todos se movem, matam e comem cérebros de forma igualitária e, nesse ponto, até eles têm uma estrutura melhor do que as atuais instituições eclesiásticas, onde um “papa” (ou “apóstolo”…) reina, raciocina, manda, desmanda e faz o que quiser em nome de um deus (que não pode ser O Senhor Deus em hipótese alguma!)… e a maioria dos escravos obedece sob a pena de maldição eterna.
Nesse ponto, os mortos-vivos levam vantagem quando conseguem comida e repartem entre si enquanto houver, já que nas igreS.A.’s o indivíduo reinante abarca para si o máximo que puder não apenas do que deveria ser sua parte, mas também de todos os que fazem parte daquela sociedade: a torpe ganância é característica exclusiva dos “vivos-mortos”!
Conforme o tempo do fim for se caracterizando e aproximando, estas características de perseguição e extermínio se tornarão mais nítidas e ainda mais semelhantes ao opressivo clima apresentado na película: quem vai perseguir os cristãos serão os próprios (que se dizem) cristãos! Quem nos revelará e entregará a morte serão aqueles que se dizem irmãos, porém nunca conheceram a verdadeira salvação através do conhecimento da Palavra! A Bíblia não contraria tal raciocínio e, inclusive, o respalda com veracidade:
“Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver. E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias.” (Mateus 24:21-22)
“Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas. Acautelai-vos, porém, dos homens; porque eles vos entregarão aos sinédrios, e vos açoitarão nas suas sinagogas; E sereis até conduzidos à presença dos governadores, e dos reis, por causa de mim, para lhes servir de testemunho a eles, e aos gentios. Mas, quando vos entregarem, não vos dê cuidado como, ou o que haveis de falar, porque naquela mesma hora vos será ministrado o que haveis de dizer. Porque não sois vós quem falará, mas o Espírito de vosso Pai é que fala em vós. E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai o filho; e os filhos se levantarão contra os pais, e os matarão. E odiados de todos sereis por causa do meu nome; mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.” (Mateus 10:16-22)
“E também a respeito dos dez chifres que tinha na cabeça, e do outro que subiu, e diante do qual caíram três, isto é, daquele que tinha olhos, e uma boca que falava grandes coisas, e cujo parecer era mais robusto do que o dos seus companheiros. Eu olhava, e eis que este chifre fazia guerra contra os santos, e prevaleceu contra eles.” (Daniel 7:20-21)
“E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela? E foi-lhe dada uma boca, para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-se-lhe poder para agir por quarenta e dois meses. E abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu. E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se-lhe poder sobre toda a tribo, e língua, e nação. E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo” (Apocalipse 13:4-8)
Você está verdadeiramente vivo ou tem se satisfeito com o engano da apostasia?
Ainda não sabe discernir um grupo do outro? Aqui vai a solução:
“Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” (Hebreus 4:12)
Você descobriu que tem sido um vivo-morto durante toda a sua vida? Ainda há solução:
“Pois, assim como o Pai ressuscita os mortos, e os vivifica, assim também o Filho vivifica aqueles que quer.” (João 5:21)
“O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida.” (João 6:63)
“Não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações: Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação; Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos; E qual a sobre-excelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder, Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus. Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos. E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus.” (Efésios 1:16 - 2:6)
Fico em paz quando percebo que estou andando por um caminho bastante estreito e dou graças ao Senhor Deus por cada dificuldade que se apresenta, por cada crítico e detrator que se levanta cheio de razões (e vazio da Palavra) na intenção de devorar meu cérebro, me calar e me tornar mais um membro da legião de energúmenos vivos-mortos… isso só acontece porque, como no filme, eles só caçam os cérebros de quem está vivo!
Atenção! NÃO RECOMENDO ESTE FILME A NINGUÉM! Quem já assistiu sabe que é completamente desnecessário. Quem não assistiu, saiba que o trecho e as informações aqui contidas revelam toda a mediocridade e infelicidade contidas nessa obra. Além do mais, um corpo morto que não foi ressuscitado pelo Senhor Deus só pode estar sendo controlado por demônios, portanto este filme é completamente dispensável da “filmoteca” de um cristão genuíno.
O Senhor nos fortaleça para que possamos perseverar na genuína defesa da fé, mesmo que para isso esse corpo mortal tenha que perecer.
LINK CURTO PARA ESTA POSTAGEM
http://bit.ly/mortovivo

4 comentários:

Postar um comentário

                              ATENÇÃO!

   Fico feliz por você estar desejando registrar um comentário, porém peço que (principalmente caso vá praticar qualquer tipo de retaliação), pense bem antes de fazê-lo:.

   1. A partir de 22/07/2011 restringi (no intuito de impedir mesmo) os comentários neste formato (arcaico e nativo do blogger), pois estão relacionados às postagens antigas: o assunto pode até ser atual e pertinente, mas definitivamente não está no centro das atenções do autor.

   2. Este formulário só aparece para permitir a leitura dos comentários anteriores... já leu para ver se sua dúvida não foi respondida? Tem certeza que sua pergunta é inédita e exclusiva? Se for, então pode me enviar um e-mail:
teophilonoturno@gmail.com

   3. Provavelmente o que você leu foi baseado na Bíblia ou em fatos, NÃO em opiniões pessoais (busque referências bíblicas!!!). Se você "caiu de pára-quedas" aqui não comece a metralhar sem conhecer o posicionamento do autor através de seus outros textos, pois comentários descabidos e sem fundamentação serão desconsiderados!

   4. Sem dúvida o texto não contém ofensas pessoais e muito menos palavras torpes (não escreva ofensas, palavrões, bobagens...).

   5. Muito provavelmente você vai encontrar sérias dificuldades para apagar seus comentários daqui caso algum dia venha a se arrepender de tê-los feito: meu trabalho é registrar fatos e, depois que você pressionar o botão enviar, suas próprias palavras poderão testemunhar contra você.

   Obrigado pela atenção.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts with Thumbnails