4 de jun de 2009

Sem Bíblia!

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
    Fiquei a quarta-feira inteira pensando sobre tudo o que descobri por causa da comparação entre um papel impresso e a Bíblia: quantas contradições… quantas aberrações!
   Aliás, enquanto fazia a transposição do texto (por causa de sua extensão) para o site principal, acabei fazendo uma seriíssima nova descoberta: Oma Mary Schultze, de quem irresponsavelmente perdi o email, sem saber, confirmou e complementou minha pesquisa. Para quem já leu, saiba que apenas a conclusão foi expandida. Para quem não leu, recomendo “Abaixo da Linha D’Água”.
   Para aqueles que querem ser idolatrados ou visam apenas dominar sobre as massas, a Palavra de Deus deve ser um estorvo ao impedí-los de concretizar às claras e rapidamente seus interesses escusos: são obrigados a desconstruir lentamente o conceito bíblico através de muita possessão emocional e mental, recursos de neurolinguística e psicologia, humanismo…
   Diante dessa perspectiva, tentei imaginar um mundo onde não houvesse a Bíblia como referência primordial: quais seriam os parâmetros? Em que poderíamos nos basear, já que até mesmo algumas das maiores seitas e enganações da história citaram ou tiveram suas origens com base (deturpada, mas) bíblica!
   Então decidi me desafiar a fazer uma postagem inteira sem NENHUMA CITAÇÃO ou REFERÊNCIA BÍBLICA… vamos ver no que dá?
   Sem o sólido parâmetro bíblico, teríamos de depender apenas dos seres humanos, falhos e finitos, para tentar determinar conceitos inatingíveis como “paz”, “realização”, “justiça”, “eternidade”…
   A “paz” e a “realização” de alguns implicaria na total desgraça e infelicidade de outros, por exemplo: a “realização” de um pedófilo seria a desgraça não apenas de uma mãe, mas de toda uma família. A “paz” de um assassino serial implicaria no sacrifício de quantas vidas?
   Aliás, qual seria o valor da vida? Sem a perspectiva de uma vida eterna, teríamos que viver aqui em busca da realização carnal, do hedonismo, do “faça agora pois não haverá depois”! O mundo seria inteiro uma “Ilha do doutor Moreau”: humanos e animais, pelo ponto de vista biológico, seriam apenas seres viventes sem obrigações morais ou mesmo sociais. Viveríamos numa montanha-russa de orgias e carnificina, num pansexualismo cruento e insano… cujo final seria a nulidade.
   Essa falta de expectativas permitiria que fôssemos submetidos a um dominante absoluto, que poderia impor suas idéias mediante a sedução de suas palavras ou, talvez, apenas força de seus braços. Enquanto este “líder” vivesse, seria “deus” no mundo!

   Esse é um conceito bastante difícil de desenvolver  para mim e gostaria de poder observar a perspectiva de outros cristãos sobre o assunto. Já que o Danilo Fernandes, do Genizah Virtual, recomenda que não devo escrever postagens muito grandes (e eu vivo sempre contrariando!), vou convidá-lo a escrever livremente sobre essa idéia, mas que, ao final, escolha um outro blogueiro CRISTÃO para que faça o mesmo… e assim por diante.
   Passarei a transcrever aqui (postagens) e registrar no site principal (conjunto de textos) o desenvolvimento do tema “Sem Bíblia!”, que para não se tornar infinito, não definirei por tempo: escolho aleatoriamente o valor máximo de vinte “passagens do bastão”, quando então o tema deve retornar a mim, para conclusão (onde só então vou aplicar a Palavra). Podem usar a imagem acima à vontade (hotlink) e sugiro que numerem o título para facilitar o acompanhamento, ou então que se encaixe o núcleo “Sem Bíblia” no título imaginado.
   Danilo, o que você imagina que aconteceria se nós não dispuséssemos da Bíblia?
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.
11.
12.
13.
14.
15.
16.
17.
18.
19.
20. Conclusão, por Teóphilo.

Categories:

6 comentários:

Postar um comentário

                              ATENÇÃO!

   Fico feliz por você estar desejando registrar um comentário, porém peço que (principalmente caso vá praticar qualquer tipo de retaliação), pense bem antes de fazê-lo:.

   1. A partir de 22/07/2011 restringi (no intuito de impedir mesmo) os comentários neste formato (arcaico e nativo do blogger), pois estão relacionados às postagens antigas: o assunto pode até ser atual e pertinente, mas definitivamente não está no centro das atenções do autor.

   2. Este formulário só aparece para permitir a leitura dos comentários anteriores... já leu para ver se sua dúvida não foi respondida? Tem certeza que sua pergunta é inédita e exclusiva? Se for, então pode me enviar um e-mail:
teophilonoturno@gmail.com

   3. Provavelmente o que você leu foi baseado na Bíblia ou em fatos, NÃO em opiniões pessoais (busque referências bíblicas!!!). Se você "caiu de pára-quedas" aqui não comece a metralhar sem conhecer o posicionamento do autor através de seus outros textos, pois comentários descabidos e sem fundamentação serão desconsiderados!

   4. Sem dúvida o texto não contém ofensas pessoais e muito menos palavras torpes (não escreva ofensas, palavrões, bobagens...).

   5. Muito provavelmente você vai encontrar sérias dificuldades para apagar seus comentários daqui caso algum dia venha a se arrepender de tê-los feito: meu trabalho é registrar fatos e, depois que você pressionar o botão enviar, suas próprias palavras poderão testemunhar contra você.

   Obrigado pela atenção.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts with Thumbnails