28 de jun de 2009

Os Mecanismos Malignos (Série Concluída)

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
    Mais algumas surpresas e revelações nas quatro partes finais deste documentário impressionante que só teve como grande ausência (e divisor entre vida e morte eterna) a pregação do evangelho: talvez porque alguém possuidor de uma mente tão brilhante quanto o autor não tenha conhecido o verdadeiro, mas sido apresentado a algum desses arremedos cheios de deturpação que tantas igrejas têm espalhado por aí e, se formos olhar bem, essa onda de deturpação começou lá pelos Estados Unidos mesmo…
   O capítulo 18 foi substituído porque, na hora da edição, ficaram faltando mais de dois minutos no final! Sem mais delongas, aqui estão “Os Mecanismos Malignos”:
   Achei chocante a abordagem feita ao deus “El” e acabei tendo de ir verificar “com minhas próprias pernas”: fui na Wikipédia e há confirmação para os dados apresentados. Isso me fez lembrar de quando, lá pelo final dos anos 90, começaram com essa mania de trazer os nomes judaicos (jireh, shamah…) para dentro das igrejas e eu nunca me senti a vontade com isso: tinha um que curava, outro que alegrava… me senti num panteão politeísta e não “entrei na onda” até hoje. O Senhor Deus Pai, o Senhor Jesus Cristo Redentor e o Espírito Santo Consolador já me bastam e, depois disso, acho que logo vou pesquisar mais a fundo sobre a aplicação dessas nomenclaturas.
   Fiquei muito feliz que, ao final, não houve nenhuma exaltação aos Estados Unidos da América, pois queimou a língua de um desses que julgam muito sobre si próprios que se apresentou, numa comunidade do Orkut, contra o trabalho já logo no início. Apesar de eles serem o objeto analisado (afinal, o autor mora lá…), não é neles que está a solução.
   Outra coisa engraçada é que a conclusão à qual o Lenon Honor chega sobre a questão da não compreensão do documentário por causa da possessão intelectual acaba indo de encontro ao recente texto sobre a infestação demoníaca dentro das igrejas… e eu só fiz essa tradução na noite de quinta para sexta-feira!
   E aí… o que acharam?

10 comentários:

Postar um comentário

                              ATENÇÃO!

   Fico feliz por você estar desejando registrar um comentário, porém peço que (principalmente caso vá praticar qualquer tipo de retaliação), pense bem antes de fazê-lo:.

   1. A partir de 22/07/2011 restringi (no intuito de impedir mesmo) os comentários neste formato (arcaico e nativo do blogger), pois estão relacionados às postagens antigas: o assunto pode até ser atual e pertinente, mas definitivamente não está no centro das atenções do autor.

   2. Este formulário só aparece para permitir a leitura dos comentários anteriores... já leu para ver se sua dúvida não foi respondida? Tem certeza que sua pergunta é inédita e exclusiva? Se for, então pode me enviar um e-mail:
teophilonoturno@gmail.com

   3. Provavelmente o que você leu foi baseado na Bíblia ou em fatos, NÃO em opiniões pessoais (busque referências bíblicas!!!). Se você "caiu de pára-quedas" aqui não comece a metralhar sem conhecer o posicionamento do autor através de seus outros textos, pois comentários descabidos e sem fundamentação serão desconsiderados!

   4. Sem dúvida o texto não contém ofensas pessoais e muito menos palavras torpes (não escreva ofensas, palavrões, bobagens...).

   5. Muito provavelmente você vai encontrar sérias dificuldades para apagar seus comentários daqui caso algum dia venha a se arrepender de tê-los feito: meu trabalho é registrar fatos e, depois que você pressionar o botão enviar, suas próprias palavras poderão testemunhar contra você.

   Obrigado pela atenção.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts with Thumbnails