02/05/2009

Aventuras de Blogueiro Cristão

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
    Quando me propus a dinamizar meu relacionamento com outras pessoas através de um blog, nunca imaginei que  fosse encontrar uma atividade tão interessante, pois permite conhecer várias nuances da personalidade dos leitores, assim como exige o aprendizado de novas habilidades para que o “negócio” não fique estagnado.
   O fato de ser um estudioso cristão torna certos aspectos ainda mais interessantes, pois sou diretamente confrontado por leitores insatisfeitos em inúmeras ocasiões. Na verdade, aguardo ansioso pelas críticas construtivas e novas informações, porém 90% das mensagens que recebo é mera repetição de perguntas cujas respostas já foram dadas… mas os outros 10% é que valem muito a pena!
   Saber que o Espírito Santo de Deus tem tocado algumas pessoas através de meus textos é motivo de grande contentamento e incentivo para prosseguir nesse caminho, mas às vezes acontecem algumas coisas “diferentes” do que seria meu script de “escritor anônimo”.

    Dia desses um irmão lá de Minas Gerais escreveu um excelente estudo sobre um tema atual (… se eu contar o tema será fácil identificá-lo), mas acabou não se esmerando na grafia da língua portuguesa e acabou sendo muito criticado por causa disso: as pessoas além de tripudiar (sem razão) do conteúdo, ganharam credibilidade por causa da forma desleixada dada à apresentação.
   Como sempre converso bastante com esse irmão através do Live Messenger, aproveitei para dar umas dicas a ele e gostaria muito de registrar uma seqüência de frases que, juntas, ficaram bem interessantes:

O melhor amigo de um cristão é Deus revelado através da Bíblia!
O melhor amigo de um escritor é o dicionário de sua língua natal!
Quer escrever sobre Deus? Bíblia e dicionário do lado!!!

   O que acharam? Vou guardar essa definição para quando for escrever o “Manual do Blogueiro Cristão”… vou usar na abertura!

   Escrever para ninguém ler seria estupidez, principalmente quando se divulga a Palavra de Deus com seriedade: quanto mais gente passar por aqui, melhores as chances de ser incomodado com alguma coisa e, depois disso, passar a pensar mais antes de sair fazendo “bobagens gospel” por aí.
  Pensando nisso é que decidi reformular o blog para deixá-lo mais “leve”, assim como me inscrever em vários serviços que supostamente auxiliam a aumentar a circulação de público.
   Agora que já fiz minha parte (notaram alguma diferença?), cabe a vocês, caros leitores, auxiliar nessa divulgação: utilize os botões que, a partir de agora, aparecem logo abaixo de cada postagem para fazer com que este blog suba no ranking geral e, com isso, possa ser mais encontrado pelas pessoas que buscam pelos assuntos que abordo.
   Tenho recebido propostas de parceria para troca de banners e isso também colabora para aumentar o movimento, mas esse processo aparentemente banal envolve uma questão muito delicada: a que tipo de mensagens e material estarei expondo meus leitores?
   Imaginem sair daqui e ir parar num site do “Distante do Trono”? Ou em algum tipo de extravagância, loucura, paixão, reteté, psicologismo, rejudaização… são tantos ricos que antes de aceitar uma parceria eu faço questão absoluta de visitar e conhecer o conteúdo do futuro parceiro. Se não for apologético já dificulta bastante as coisas…
   Entendam que isso não é desprezo, mas zelo pela Palavra de Deus!
   Aliás, em alguns desses serviços de divulgação que me inscrevi, notei que os primeiros colocados são sites de PIRATARIA cristã: locais onde as pessoas podem baixar CDs, DVDs, livros… tudo “de graça”! Será que os autores e possuidores dos direitos sabem disso e permitem graciosamente? Esse é um comportamento cristão genuíno? Acho que ninguém quer parar mais para pensar…
   Diante de um conteúdo tão sujo, passei a observar esses “rankings de movimento” e “concursos de popularidade” com outros olhos: se para ganhar esta “competição” eu tiver que me sujar, já entrei como perdedor com muito orgulho!

   E, por falar em senso crítico (ou ausência dele), na madrugada do feriado eu estava na sala da minha casa preparando alguns textos enquanto no bar da esquina acontecia um “show ao vivo”: um casal executava músicas populares com voz e teclado, emendando o final de uma com o início da outra… uma “mixagem” cujo volume era tão “discreto” que por muitas vezes chegou a dificultar meu trabalho de concatenar idéias.
   Lá estava eu pesquisando referências bíblicas para responder a um irmão sobre a masturbação quando a cantora fez uma mudança de ritmo e meio que embargou a voz… achei aquela sonoridade meio familiar e, justamente por isso, bastante estranha. Parece até… música de igreja!
   E era. Ela começou a cantar a música do trabalhador de turno duplo, pedreiro e enfermeiro: “mexe com minha estrutura, sara todas as feridas…”
   Não resisti e cheguei até a janela para olhar. Era impressionante: as pessoas cantavam junto com ela, de olhos fechados… tinha gente até de mãos levantadas para o céu!!!
   … “me ensina a ter santidade…”! As pessoas falavam e eu até comecei a pensar que há jeito para esse mundo. Será que aquilo que eu estava testemunhando era verdade?
   Aí ela foi se aproximando do final, diminuindo o ritmo: “faz um milagre em mim…” — e deu o tom para repetir a frase — “faz um milagre… em… nóóóóós”!
    Antes que eu pudesse absorver aquela carga de informação o tecladista, já devidamente ensaiado, deu um “estouro” e engatou logo a música seguinte:
   — Quem vai querer… a minha periquita, a minha periquita, a minha periquita!
   A cantora emendou o “nós” alongado com o “quem” da música seguinte! Sério!!!
   E com isso acabaram quaisquer esperanças que eu pudesse ter nutrido sobre algo de bom vindo através das músicas populares. Poderia escrever muito sobre o assunto, mas vou me resumir (por enquanto) a uma única frase:
   A popularização do estilo “gospel” só serve para afastar ainda mais as pessoas da Palavra de Deus: ouvem sem refletir, são seduzidas pela melodia, cantam sem pensar e, após pedir por santidade, saem oferecendo a periquita por aí!

    Para concluir, abro o mês de maio agradecendo à Nani por me dedicar o selo “Oremos Uns Pelos Outros”, criado pela Sandra Veneziani em seu blog, “Ao Toque do Amor”.
   Fiquei emocionado e honrado ao receber esta deferência, pois ter uma cristã engajada como a Nani afirmando que ora por mim é saber que Deus já escutou um pouco sobre meus esforços e zelo com Sua Palavra!
   As regras de distribuição do selo são estas:
  • Este selo é para cristãos comprometidos;
  • Escolher, cinco pessoas(blogs) e oferecer o selo a elas;
  • Se, comprometer a orar por cada uma delas(necessidades físicas, emocionais, ministeriais e espirituais);
  • Avisá-las, deixando um recadinho, que está orando por elas.
   Logo, esse selo NÃO É BRINQUEDO! Aceitei participar do compromisso e vou honrar as regras estabelecidas originalmente pela autora. Aqui estão meus escolhidos:
  1. O pastor Eduardo Rodrigues, da "Comunidade Cristã Templo das Águias” lá em Portugal.
  2. A irmã Gláucia Carneiro, do “Paixão, O Exercício Para Aprender a Amar”.
  3. Ao Danilo Fernandes, do “Genizah”.
  4. Ao Marcos Evangelista, do “Salvação
  5. A Franciely Tsuchiya, do “A Bíblia”… lá no Japão!
   Cada um destes pode contar que não é apenas por causa do selo que vou passar a orar por vocês… na verdade já vinha intercedendo por suas vidas mesmo antes disso!
   Que o Senhor Deus nos proteja e abençoe!

12 comentários:

Postar um comentário

                              ATENÇÃO!

   Fico feliz por você estar desejando registrar um comentário, porém peço que (principalmente caso vá praticar qualquer tipo de retaliação), pense bem antes de fazê-lo:.

   1. A partir de 22/07/2011 restringi (no intuito de impedir mesmo) os comentários neste formato (arcaico e nativo do blogger), pois estão relacionados às postagens antigas: o assunto pode até ser atual e pertinente, mas definitivamente não está no centro das atenções do autor.

   2. Este formulário só aparece para permitir a leitura dos comentários anteriores... já leu para ver se sua dúvida não foi respondida? Tem certeza que sua pergunta é inédita e exclusiva? Se for, então pode me enviar um e-mail:
teophilonoturno@gmail.com

   3. Provavelmente o que você leu foi baseado na Bíblia ou em fatos, NÃO em opiniões pessoais (busque referências bíblicas!!!). Se você "caiu de pára-quedas" aqui não comece a metralhar sem conhecer o posicionamento do autor através de seus outros textos, pois comentários descabidos e sem fundamentação serão desconsiderados!

   4. Sem dúvida o texto não contém ofensas pessoais e muito menos palavras torpes (não escreva ofensas, palavrões, bobagens...).

   5. Muito provavelmente você vai encontrar sérias dificuldades para apagar seus comentários daqui caso algum dia venha a se arrepender de tê-los feito: meu trabalho é registrar fatos e, depois que você pressionar o botão enviar, suas próprias palavras poderão testemunhar contra você.

   Obrigado pela atenção.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts with Thumbnails