28 de abr de 2009

Extraordinária e Incomum

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
   Esta é uma postagem extraordinária e urgente, pois hoje, enquanto aguardava em uma repartição pública, li um texto insano conclamando (com suposta “base bíblica”) uma das cabeças pensantes do mundo cristão atual a submeter-se à corrupta e questionável justiça desse país chamado Brasil em nome de uma lei absurda… e o autor ainda tem coragem de se intitular “reverendo”!!! Só se for mais um TESSALONICENSSICAMENTE enviado…
   Depois disso fui fazer algumas pesquisas e achei material relevante o suficiente para que apresente aos leitores do meu blog. Nunca imaginei que um dia iria concordar em alguma coisa com Silas Malafaya ou Bispo Rodrigues, mas (pelo menos) no vídeo abaixo eles falam corretamente e cumprem seu papel como cristãos. Só espero que não façam como o apóstata do Rick Warren que, depois de um tempo, foi pedir perdão pelo que disse. Assista:
   Agora vem a parte incomum, pois sempre evitei postar textos copiados de outros blogs, mas a relevância do texto a seguir é tão grande que não posso alterá-lo ou simplesmente colocar um link para ele. Por favor, leiam:

SERÁ QUE SOU HOMOFÓBICO?
REV. WAYNE PERRYMAN
   O dicionário define homossexualidade como: “que deseja alguém do mesmo sexo [gênero] ou o ato de ter sexo com alguém do mesmo sexo [gênero]”. Em outras palavras, é uma conduta sexual feita com alguém do mesmo sexo. O dicionário não definiu esse termo como duas pessoas do mesmo sexo que por acaso se amam.
   Simplificando: tanto a homossexualidade quanto a heterossexualidade tratam de sexo. Uma expressão sexual está perfeitamente em harmonia com a maneira como a natureza designou nossos corpos para propósitos reprodutivos (heterossexualidade), enquanto a outra não (homossexualidade). Nenhuma das duas expressões sexuais tem algo a ver com amor. Ambas são condutas sexuais expressas por meio de contato físico entre duas ou mais pessoas.
   A atividade sexual pode ser uma expressão de amor, mas o próprio sexo não é amor. Todos os adultos maduros sabem que sexo e amor são duas coisas diferentes. O amor puro não é expresso na maior parte das vezes de forma sexual.
   Pais que amam seus filhos darão a vida por eles, mas eles nunca têm sexo com os filhos. Soldados deram a vida — a expressão máxima de amor conforme a Bíblia (João 15:13) — por um colega de farda (do mesmo sexo), mas eles nunca tiveram sexo com seu colega. Irmãos e irmãs têm sacrificado a vida por seus irmãos doando os próprios órgãos para salvar a vida do outro, enquanto outros têm deixado sua herança inteira para seus irmãos, mas em ambos os casos essas expressões de amor jamais incluíram sexo.
   O ato sexual é meramente um ato físico que é na maior parte das vezes expresso na privacidade do lar. Portanto, esse ato não deve ficar sob a proteção de leis de direitos civis. Seu devido lugar de proteção são as leis de privacidade, não leis de direitos civis. As leis deveriam ser criadas para desestimular condutas criminosas, não apoiar condutas sexuais privadas.
   Quando gays disseram que nasceram desse jeito e se compararam com negros, uma criança negra escreveu:
MEU ATO SEXUAL NÃO ME FEZ NEGRO
ISSO É ALGO QUE OS GAYS NÃO PODEM DIZER
POIS É FATO QUE O ATO SEXUAL DELES
É O QUE OS FAZ GAYS
   A homossexualidade e a heterossexualidade são comportamentos sexuais que se expressam. Não são condições físicas como a cor negra ou branca.
   Havendo dito isso, será que sou homofóbico se eu não gostar, não aceitar ou não me sentir bem com a expressão (conduta) sexual dos gays? Homofóbico significa temer ou odiar o indivíduo gay ou homossexual que se engaja em tal conduta?
   Antes de responder a essa pergunta, por favor permita-me compartilhar com você outras condutas com as quais não me sinto bem.
  • Não gosto de (ou não me sinto bem com) heterossexuais que se exibem com gestos escandalosos em público quando podem fazê-lo na privacidade de seus lares. Será que sou heterofóbico e odeio heterossexuais?
  • Não gosto de (ou não me sinto bem com) indivíduos que traem o cônjuge. Isso significa que tenho fobia e ódio dos que traem seus cônjuges?
  • Não gosto (ou não me sinto bem) quando meus filhos se comportam como membros de gangue. Será que odeio ou temo meus filhos? Será que isso é fobia dos próprios filhos?
  • Não gosto (ou não me sinto bem) quando motoristas fazem ultrapassagens perigosas em outros motoristas. Será que tenho ódio ou fobia de motoristas?
  • Não gosto (ou não me sinto bem) quando meus irmãos e irmãs negros usam a palavra “preto”. Isso significa que tenho medo e ódio de meus irmãos e irmãs afro-americanos?
  • Não gosto de (ou não me sinto bem com) muitos dos meus maus hábitos. Será que tenho ódio e medo de mim mesmo?
   Imagino que você está entendendo o que estou querendo dizer. Só porque não gosto de certas condutas ou não me sinta bem com certas condutas, isso não significa que temo ou odeio a pessoa que se engaja em tal conduta.
   Não devemos permitir que outros nos rotulem ou coloquem em nós um peso de culpa naqueles entre nós que não gostamos, não aceitamos e não nos sentimos bem com o estilo de vida homossexual. Tenho certeza de que mesmo dentro da população homossexual há certas condutas que eles não gostam, mas isso significa que eles temem ou odeiam as pessoas que demonstram tal conduta?
   Eu odeio ou temo gays? Absolutamente não! Se eu visse alguém tentando prejudicar fisicamente um gay, como cristão e tal qual o “Bom Samaritano” da Bíblia, eu seria um dos primeiros a socorrê-lo, não porque o indivíduo prejudicado é gay, mas porque ele, como eu mesmo, é amado por Deus. (João 3:16)
   Conforme declarei antes, os gays muitas vezes comparam sua experiência com a experiência dos negros, mas os negros nunca tiveram a opção de esconder sua pele negra no armário para escapar ou evitar perseguição. E nós nunca fomos odiados por causa de nossa conduta. Nós éramos odiados simplesmente porque éramos negros.
Tradução e Adaptação: Júlio Severo

   Ontem escrevi sobre os fatores necessários ao estabelecimento do reino do anticristo e ao cumprimento das profecias bíblicas relativas ao fim. Hoje tenho o amargor de ver que a Nova Babilônia está sendo solidamente estabelecida não apenas no Brasil, mas em quase todo o mundo!
   Júlio Severo já teve que sair do Brasil para não sofrer sanções por expressar a Verdade através de seus textos… e ainda tem “cristãos” achando que esse é um tempo de festa!
   O que falta ocorrer para que os cristãos se conscientizem de que já estamos enfrentando o bíblico e temido “princípio das dores”? Querem uma carta em papel timbrado de Deus oficializando o evento?!
   Esse é um post em solidariedade a Júlio Severo: que o Senhor Deus seja com ele e sua família onde quer que estejam. Que os proteja e abençoe com saúde e coragem para prosseguir firmados na Palavra e em defesa da fé.
   Ah! Por favor, do jeito que as coisas estão indo, não deixe de reservar um cantinho para mim por aí também…

3 comentários:

Postar um comentário

                              ATENÇÃO!

   Fico feliz por você estar desejando registrar um comentário, porém peço que (principalmente caso vá praticar qualquer tipo de retaliação), pense bem antes de fazê-lo:.

   1. A partir de 22/07/2011 restringi (no intuito de impedir mesmo) os comentários neste formato (arcaico e nativo do blogger), pois estão relacionados às postagens antigas: o assunto pode até ser atual e pertinente, mas definitivamente não está no centro das atenções do autor.

   2. Este formulário só aparece para permitir a leitura dos comentários anteriores... já leu para ver se sua dúvida não foi respondida? Tem certeza que sua pergunta é inédita e exclusiva? Se for, então pode me enviar um e-mail:
teophilonoturno@gmail.com

   3. Provavelmente o que você leu foi baseado na Bíblia ou em fatos, NÃO em opiniões pessoais (busque referências bíblicas!!!). Se você "caiu de pára-quedas" aqui não comece a metralhar sem conhecer o posicionamento do autor através de seus outros textos, pois comentários descabidos e sem fundamentação serão desconsiderados!

   4. Sem dúvida o texto não contém ofensas pessoais e muito menos palavras torpes (não escreva ofensas, palavrões, bobagens...).

   5. Muito provavelmente você vai encontrar sérias dificuldades para apagar seus comentários daqui caso algum dia venha a se arrepender de tê-los feito: meu trabalho é registrar fatos e, depois que você pressionar o botão enviar, suas próprias palavras poderão testemunhar contra você.

   Obrigado pela atenção.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts with Thumbnails