24 de fev de 2009

Verdadeiramente Impressionante!

O TEXTO ABAIXO FOI ESCRITO SOB PERSPECTIVA ESTRITAMENTE BÍBLICA,
PARA O PÚBLICO QUE TEM NA BÍBLIA SUA REGRA DE FÉ E VIDA.

QUAISQUER OUTRAS OBRAS OU CITAÇÕES SERÃO APENAS CONSIDERADAS COMO "OBJETO A SER ANALISADO".
SE FOI EDIFICADO, COMPARTILHE!
EM QUAISQUER OUTRAS CONDIÇÕES: LEIA OBSERVAÇÕES NOS COMENTÁRIOS.
   Quem acompanha meu blog sabe que recentemente ocorreram fatos que me fizeram dar uma parada, pegar fôlego… e até aproveitei para fazer uma viagem de negócios / reflexão (Se você não leu, antes de prosseguir leia “Em Tudo Dai Graças” e “Elevo Meus Olhos Para Os Montes…”).
   Só escrevo esta postagem justamente porque apresentei minha situação dificultosa e muita gente não apenas se identificou, mas se compadeceu e se inspirou com meu testemunho… e o que vou contar agora é muito, mas muito impressionante mesmo. É tão fantástico que não estou nem acreditando.
   Para começar direito, devo registrar que ontem, domingo de carnaval, minha esposa queria porque queria ir comer alguma coisa na pracinha perto da igreja onde congregávamos. Por ser carnaval, eu sabia que íamos passar por muitos foliões, blocos… nada que arranque pedaços, mas também nada onde haja concordância. Tanto ela insistiu que decidi “enfrentar o dragão”: parei de legendar o documentário, troquei o pijama e fomos para a rua.
   Até me senti bem logo ao sair de casa, mas conforme nos aproximávamos do local o som da marchinha ia se tornando mais claro, o chão ia ficando mais sujo e molhado, o cheiro de das ruas próximas era urina e ardia em meu nariz: caramba! Eu estava visitando um lugar de adoração ao deus deste século!
   Logo ao chegar na praça propriamente dita eu olhei para as pessoas, suas fantasias, suas posturas… puro vazio preenchido com uma busca por súbita alegria. Um bloco estava dando voltas sem parar ao redor da praça, cantando algo sobre “sapo cururu”… e eu pensei que aquela movimentação devia ser uma versão alusiva à queda da muralha de Jericó. Será que eles aprenderam na IURD?
   As barracas que vendiam comestíveis estavam do outro lado da praça, ou seja, tive de passar por aquele meio segurando firme na mão da minha esposa. Imagino que no meio de tanta gente soridente minha expressão era a única de desgosto: meus leitores entendem, o mundo não…
   Não sei se pela gastroplastia, não sei se pela síndrome de pânico, mas em situações como esta nem precisam me oferecer nada para comer: parece que meu esôfago fecha e nem líquido desce! Minha esposa toda animada escolhendo o que comer e eu sentindo um mal estar histórico, pois só lembrava da época em que eu, membro da igreja, ia até aquela mesma praça com minha (então) noiva e conseguia me sentir bem… sério!
   Eu conseguia ver tudo aquilo sem me importar… até mesmo encontrava alguns irmãos da igreja por ali também! Se me perguntassem, era óbvio que estava ali de passagem para a casa de alguém… mas ninguém nem perguntava nada porque os telhados de vidro se respeitam. Nessa época meu único receio era que algum fofoqueiro desse com a língua nos dentes para o pastor: ia ser gabinete na certa! Mas aí era só descobrir quem falou e dar o troco… por isso ninguém falava, mesmo a igreja sendo um habitat bastante frequentado por gente com a língua que não cabe na boca.
   Mas dessa vez foi muito diferente: não tem mais igreja, não tem mais pastor para enganar! EU SOU O SACERDOTE sobre mim mesmo… e O PRÓPRIO DEUS é a quem devo prestar contas!! Não sei vocês, mas isso foi pesando mais e mais a cada segundo sobre mim. Minha esposa comendo espetinho de frango e eu ali sabendo que de Deus não se esconde nada…
   Ela até quis ser simpática me oferecendo um pedaço, mas tive ânsia de vômito naquele momento. Não tanto pelo espetinho, mas pela degradação das humanidade, pelos valores corrompidos deste nosso país onde as mulheres direitas colocam um biquini e vão “se alegrar” numa praça. Tudo bem que minha esposa estivesse de vestido e eu de bermudão, mas aquele quadro não conseguia passar da minha garganta!
   Finalmente a compaixão permitiu que fossemos embora dali! Foram alguns dos 15 minutos mais desagradáveis da minha vida!
   Sem comer, me sentindo imundo (por causa do chão sujo!) cheguei em casa, tomei banho e fui logo dormir: orei pedindo perdão por ter ido até aquele local e testemunhado seu ambiente “familiar”. Gente, satanás já comanda o Brasil! Só não enxerga quem não quiser! Só fiquei sem saber o que é pior: aquela adoração descarada ao deus deste século ou as adorações antibíblicas que já testemunhei… pelo menos estes da praça têm consciência de que sua adoração não tem nada a ver com o Deus Criador!
   Tive um sonho que prefiro não revelar aqui, mas que me fez acordar muito tranquilo. Alguém aqui já fez o teste dos espíritos (I João 4) durante um sonho? Eu já!!!
   Vou resumir a história porque a notícia é tão boa que preciso vê-la escrita: na segunda a tarde fomos para a casa de meus sogros tomar um banho de piscina. De repente meu sogro vem lá de dentro da casa e fala que vai dar uma casa para nós, mas que precisa de umas reformas…
   Vocês leram isso?
   Eu, completamente sem merecer, num dia inesperado, em um momento totalmente impensado… ganhei uma casa!!
   Estatisticamente falando, não sei se muita gente passa por uma experiência como essa sem nunca ter comprado um bilhete sequer, mas o nome disso só pode ser graça: Maravilhosa Graça de Deus!!!
   Agora o motivo dessa postagem já foi explicado, né?
   Espero poder convidar alguns irmãos para o culto de ação de graças que daremos quando tudo ficar pronto, mas espero mais ainda que esse meu testemunho auxilie na edificação e, principalmente, dê esperanças aos irmãos que passam por dificuldades iguais ou maiores que as minhas nos dias trabalhosos que vivemos.
   Gente! O Senhor está no controle!!! E é a Ele que peço que guarde seus servos que O buscam verdadeiramente, abençoando com saúde e sabedoria para que não nos deixemos corromper por um mundo repleto de seduções.
   Vamos às obras!?!

6 comentários:

Postar um comentário

                              ATENÇÃO!

   Fico feliz por você estar desejando registrar um comentário, porém peço que (principalmente caso vá praticar qualquer tipo de retaliação), pense bem antes de fazê-lo:.

   1. A partir de 22/07/2011 restringi (no intuito de impedir mesmo) os comentários neste formato (arcaico e nativo do blogger), pois estão relacionados às postagens antigas: o assunto pode até ser atual e pertinente, mas definitivamente não está no centro das atenções do autor.

   2. Este formulário só aparece para permitir a leitura dos comentários anteriores... já leu para ver se sua dúvida não foi respondida? Tem certeza que sua pergunta é inédita e exclusiva? Se for, então pode me enviar um e-mail:
teophilonoturno@gmail.com

   3. Provavelmente o que você leu foi baseado na Bíblia ou em fatos, NÃO em opiniões pessoais (busque referências bíblicas!!!). Se você "caiu de pára-quedas" aqui não comece a metralhar sem conhecer o posicionamento do autor através de seus outros textos, pois comentários descabidos e sem fundamentação serão desconsiderados!

   4. Sem dúvida o texto não contém ofensas pessoais e muito menos palavras torpes (não escreva ofensas, palavrões, bobagens...).

   5. Muito provavelmente você vai encontrar sérias dificuldades para apagar seus comentários daqui caso algum dia venha a se arrepender de tê-los feito: meu trabalho é registrar fatos e, depois que você pressionar o botão enviar, suas próprias palavras poderão testemunhar contra você.

   Obrigado pela atenção.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts with Thumbnails